Criança esteve perdida em floresta siberiana durante três dias. E salvou-se

Tserin Dopchut esteve durante três dias perdida numa floresta russa habitada por ursos e lobos, e sobreviveu a comer chocolates. Chamam-lhe "Mógli" e é considerado um herói na vila.

i

Tserin foi resgatado na quarta-feira após três dias perdido na floresta siberiana

Sholban Kara-ool

Tserin foi resgatado na quarta-feira após três dias perdido na floresta siberiana

Sholban Kara-ool

Uma criança de três anos foi resgatada esta quarta-feira após ter estado perdida durante 72 horas numa floresta da Sibéria, onde habitam ursos e lobos, escreve o The Siberian Times. Tserin Dopchut desapareceu enquanto estava a brincar com os cães, perto da casa da família, na localidade russa de Khut, na República de Tuva, uma das divisões federativas da Rússia.

De acordo com o jornal, Tserin pode seguido um dos cães para o interior da floresta, perdendo-se da avó, que o acompanhava. As autoridades relataram que a criança sobreviveu alimentando-se dos chocolates que tinha consigo, e até improvisou uma cama junto a uma árvore.

Foi o próprio Sholban Kara-Ool, o presidente de Tuva, que anunciou no seu blogue a descoberta da criança. “Encontraram-no esta manhã após uma busca na floresta a três quilómetros da vila de Khut”, escreveu Kara-Ool na quarta-feira.

As operações de busca contaram com a participação de mais de 100 pessoas, incluindo funcionários do governo federal, agentes da polícia, familiares e um conjunto de voluntários, apoiados por um helicóptero. Foram vasculhados mais de 120 quilómetros quadrados.

De acordo com o responsável regional pelas emergências, Ayas Saryglar, ouvido pelo The Siberian Times, “a situação era muito perigosa”, devido à existência na região de um rio “rápido e frio”. “Se uma criança pequena caísse ao rio, teria morte certa”, referiu o responsável.

Além do rio, as grandes ameaças para a criança eram os ursos e os lobos, abundantes naquela floresta. “Os ursos podem atacar qualquer coisa que se mexe”, sublinhou Sayglar.

Tserin acabou por ser encontrado quando reconheceu a voz do seu tio a chamar por si, e lhe respondeu. “Assim que o tio o abraçou, a criança perguntou-lhe se o seu carro de brincar estava bem”, lembra o presidente da região, Kara-Ool.

A vila de Khut, com uma população de apenas 400 habitantes, vai agora organizar uma festa para celebrar o aparecimento da criança, que já é apelidada, entre os locais, de “Mógli”.

Recomendamos

Populares

Últimas

A página está a demorar muito tempo.