504kWh poupados com o Logótipo da MEO Energia Logótipo da MEO Energia
i

A opção Dark Mode permite-lhe poupar até 30% de bateria.

Reduza a sua pegada ecológica.
Saiba mais

Logótipo da MEO Energia

Adere à Fibra do MEO com a máxima velocidade desde 29.99/mês aqui.

O carro de Inês Castel-Branco foi assaltado. A atriz só quer que devolvam os trabalhos da escola do filho

Este artigo tem mais de 5 anos

O carro de Inês Castel-Branco foi assaltado em plena noite de Natal. Levaram a mochila do filho e a atriz deixou um apelo ao ladrão no Facebook.

Segundo a página de Facebook de Inês Castel-Branco, o carro da atriz foi assaltado na noite de consoada.
i

Segundo a página de Facebook de Inês Castel-Branco, o carro da atriz foi assaltado na noite de consoada.

Nuno Pinto Fernandes/Global Imagens

Segundo a página de Facebook de Inês Castel-Branco, o carro da atriz foi assaltado na noite de consoada.

Nuno Pinto Fernandes/Global Imagens

O Natal de Inês Castel-Branco não acabou bem. Depois da consoada com a família, a atriz dirigiu-se ao seu carro, um Smart Fortwo, — estacionado em frente à igreja de São Mamede, na zona do Rato, em Lisboa — e deparou-se com um dos vidros partidos e o interior da viatura revirado.

Uma das coisas que os assaltantes levaram foi a mochila do filho. Inês Castel-Branco deixou agora um apelo na sua página de Facebook, para que ao ladrão lhe devolva pelo menos os cadernos da criança. E até lhe sugeriu que deixasse a mochila numa farmácia que está aberta 24 horas.

A mochila que roubou é do meu filho de 6 anos. Dentro dela está o trabalho inteiro dos primeiros 3 meses da primeira classe.

Algumas pessoas comentaram que seria difícil que os bens fossem devolvidos mas a atriz respondeu que “a esperança é a última a morrer”.

PUB • CONTINUE A LER A SEGUIR

Loja Observador Lifestyle

Ofereça este artigo a um amigo

Enquanto assinante, tem para partilhar este mês.

A enviar artigo...

Artigo oferecido com sucesso

Ainda tem para partilhar este mês.

O seu amigo vai receber, nos próximos minutos, um e-mail com uma ligação para ler este artigo gratuitamente.

Ofereça artigos por mês ao ser assinante do Observador

Partilhe os seus artigos preferidos com os seus amigos.
Quem recebe só precisa de iniciar a sessão na conta Observador e poderá ler o artigo, mesmo que não seja assinante.

Este artigo foi-lhe oferecido pelo nosso assinante . Assine o Observador hoje, e tenha acesso ilimitado a todo o nosso conteúdo. Veja aqui as suas opções.

Atingiu o limite de artigos que pode oferecer

Já ofereceu artigos este mês.
A partir de 1 de poderá oferecer mais artigos aos seus amigos.

Aconteceu um erro

Por favor tente mais tarde.

Atenção

Este artigo só pode ser lido por um utilizador registado com o mesmo endereço de email que recebeu esta oferta.
Para conseguir ler o artigo inicie sessão com o endereço de email correto.