O PS sobe. Também sobem CDU e CDS. Desce o PSD, tal como descem Bloco de Esquerda e PAN. A sondagem SIC/Expresso de fevereiro aumenta a distância entre o partido no Governo e o principal partido na oposição. De tal forma que os sociais-democratas não vão além dos 29,2% das intenções de voto.

A confirmar-se o resultado da Eurosondagem, este seria o pior resultado obtido pelo partido de Passos Coelho desde as eleições legislativas de 2015, que PSD e CDS venceram em nome da coligação Portugal à Frente. Agora, e ao contrário daquilo que aconteceu nesse momento, sociais-democratas e centristas não ficariam à frente do PS. Juntos, não vão além dos 36,2% das intenções. Ficariam um ponto e meio aquém dos socialistas, registando a queda mais acentuada entre os partidos com assento parlamentar (-0,8%).

Más notícias também para o partido coordenado por Catarina Martins. Na última sondagem SIC/Expresso, o Bloco de Esquerda cai três décimas face à sondagem de janeiro, para 9,2%, e reforça a distância face ao resultado de 2015. O PAN perde meio ponto (conseguiria 1,1% dos votos).

O parceiro de coligação do PSD em 2015 liberta-se. Em fevereiro, o CDS segue em sentido contrário, com uma ligeira subida nas intenções de voto: 7%, mais uma décima que no último mês. Também a CDU sobe. Meio ponto, para os 8,3%, ficando em linha com os 8,25% das últimas legislativas.