Uma no cravo e outra na ferradura. O PSD vai ter este sábado uma agenda preenchida na cidade de Pombal, distrito de Leiria. A partir das 10h30 e até ao final da tarde, a distrital de Leiria organiza no cineteatro de Pombal a segunda convenção dos autarcas sociais-democratas de Leiria com um painel de oradores pouco inocente: com Rui Rio e Pedro Duarte, dois dos principais críticos da atual liderança, como cabeças de cartaz. À noite, mesmo ali ao lado, no centro municipal de exposições de Pombal, o próprio Pedro Passos Coelho estará presente no jantar de comemoração dos 43 anos do partido.

Os eventos são seguidos. Primeiro, a II Convenção dos Autarcas do PSD do distrito de Leiria, organizada pela distrital de Leiria, liderada por Rui Rocha. Dedicada aos temas da descentralização, realização de campanhas eleitorais e gestão de autarquias, a convenção contará com a presença do ex-autarca do Porto e principal candidato a defrontar Passos Coelho no próximo congresso do partido, Rui Rio, que vai encabeçar o painel da gestão autárquica.

Também o ex-líder da JSD Pedro Duarte que tem sido, a par de José Eduardo Martins, das poucas vozes que tem criticado publicamente a liderança de Passos Coelho, foi convidado para falar sobre o “Impacto da Revolução Digital” nas campanhas eleitorais, na qualidade de diretor de assuntos corporativos da Microsoft Portugal. De resto, o programa contará também com o presidente da câmara de Aveiro, Ribau Esteves, ou com o presidente dos autarcas sociais-democratas Álvaro Amaro.

Ao Observador, o líder da distrital de Leiria, Rui Rocha, nega que os convites tenham sido feitos por aquelas personalidades serem críticas da atual liderança, mas sim por serem “personalidades com experiência nos temas escolhidos”.

Rui Rio tem um excelente contributo para dar no debate sobre gestão autárquica e o que isso representa para a política local, enquanto Pedro Duarte tem provas dadas pelas suas funções na Microsoft”, diz ao Observador.

Pedro Passos Coelho foi convidado para, à semelhança do que aconteceu no ano passado, na I convenção, fazer o encerramento do evento, mas não vai estar presente porque estará, às 20h, no jantar do 43º aniversário do PSD, mesmo ali ao lado. O jantar, de acordo com Rui Rocha, foi também organizado, como é norma, em conjunto com a distrital de Leiria, e servirá para o presidente do partido anunciar os candidatos autárquicos do partido para o distrito de Leiria.

Na vez de Passos Coelho, o encerramento da convenção autárquica de Leiria ficará a cargo do secretário-geral do PSD, José Matos Rosa, e do coordenador autárquico do partido, Carlos Carreiras.

A distrital de Leiria foi a única que, no último congresso do partido, assinou uma moção (que foi aprovada) a pedir a realização de primárias para a escolha do próximo líder, mas agora Rui Rocha rejeita pôr esse assunto em primeiro plano. Primeiro estão as autárquicas, e até lá é preciso união, diz. “Há tempo para tudo, primeiro estão as eleições autárquicas, depois, a partir de outubro, poderá abrir-se o debate sobre a direção nacional. É natural que, com a proximidade do congresso, que será em fevereiro ou março, apareçam outros candidatos”, diz Rui Rocha ao Observador.