Um ladrão que se preparava para assaltar uma casa na Corunha, em Espanha, assustou-se ao encontrar o corpo de um homem mumificado. Os vizinhos acreditavam que a vítima se encontrava de férias.

Miguel Valdueza foi visto pela última vez quando um familiar o foi buscar para ir passar o Natal fora. Desde então, o seu desaparecimento levou os vizinhos a pensar que não tinha regressado e que se encontrava de férias. Ainda assim, no passado mês de março vários vizinhos referiram ter sentido um mau odor vindo da residência — algo semelhante a um “fedor a decomposição”. Os vizinhos pensaram tratar-se de comida estragada.

Depois de quatro meses de decomposição, o corpo foi descoberto na segunda-feira em estado mumificado. O ladrão, que se preparava para assaltar a sua residência, encontrou o corpo e assustou-se: foi visto por um vizinho a descer as escadas a correr, o que chamou a atenção para a possibilidade de haver algo errado no apartamento. Fonte da investigação, citado pelo El Español, diz que o ladrão não teve coragem para ir além da sala.

Miguel Valdueza tinha 90 anos. A vizinhança descreve-o como “um homem educado” e homem solitário, que não recebia muitas visitas. O caso está a ser investigado pela Guardia Civil.