As histórias das desavenças entre jogadores em treinos têm sempre mais para contar e esta novela Neymar-Nélson Semedo, que circulou por toda a imprensa internacional até à exaustão esta sexta-feira, não fugiu à regra. O brasileiro reagiu mal a uma entrada do português? Pois bem, dias antes tinha sido o avançado a entrar duro sobre o lateral numa sessão de trabalho. Não houve pedido de desculpas, não houve reação. Mas este é apenas um pequeno pormenor numa história maior, a da possível saída de Neymar para o PSG por um total de 222 milhões de euros, que deverá conhecer na próxima semana o capítulo final.

https://twitter.com/BlaugranaBRA/status/890944731613712384

E houve mais depois desse episódio com o internacional português: no mesmo dia, quando marcou presença num evento comercial da Nike em Miami, Neymar ainda se chateou com um segurança (não se percebeu ao certo porquê, perante tamanha confusão no local), tendo mesmo dado um empurrão que foi apanhado pelos presentes e reproduzido no Twitter, neste caso por um jornalista espanhol.

As coisas parecem estar agora mais calmas e Neymar surgiu sorridente no último treino do Barcelona antes do Super Clássico com o Real Madrid, esta madrugada. Mas percebe-se que, do lado dos catalães, a paciência começa a esgotar-se: o presidente do clube, Josep María Bartomeu, atirou publicamente um seco “queremos que fique, mas se quiser ir embora é pagar a cláusula de rescisão” e Iniesta pediu ao companheiro para pronunciar-se mas o brasileiro… nada. E soube-se ainda entretanto que foi jantar a um restaurante em Miami com os amigos Rodrigo Faro (ator), Adriano de Souza (surfista) e Júnior dos Santos Cigano (lutador de artes marciais) de nome Paris 6. Tudo parece ajudar à “festa”…

O futebolista Neymar anda “perdido”. O ídolo/marca Neymar é que mais pode ficar a perder. Porquê? Porque o brasileiro recebe mais dinheiro fora do futebol do que como futebolista (embora as coisas não se possam dissociar, como é óbvio). E o Sport fez este sábado o levantamento de todas essas contas em torno do desportista jovem (25 ou menos anos) mais bem pago do mundo, de acordo com a revista Forbes. No total, são cerca de 31,5 milhões de euros de rendimento por ano com uma curiosidade: é o único jogador de futebol que recebe mais pelos direitos de imagem e publicidade do que pelo contrato que tem com o Barcelona.

Na última renovação de contrato, no ano passado, Neymar passou a receber 16 milhões de euros limpos por temporada, que podem chegar aos 18,5 milhões em caso de obtenção de algumas metas desportivas. No entanto, aqui está incluída uma percentagem dos direitos de imagem do jogador e alguns órgãos já tinham referido que os blaugrana pagariam à NR Sports, empresa fundada pelos pais do jogador, 50 milhões de euros durante cinco épocas por essa parte dos direitos de imagem.

Caso venha mesmo a assinar pelo PSG, o brasileiro poderá passar a receber só do clube francês 30 milhões de euros por temporada, sem incluir as verbas de prémio de assinatura (para ele e para o pai, que é o seu agente) e mais contratos publicitários. Fora os acordos que tem extra-futebol, com nove grandes marcas: Nike, Gillette, Red Bull, Ga Ga, Beats by Dre, Replay, Police, Listerine e Hellar, fora as campanhas pontuais que vai fazendo com outros gigantes como Panasonic, Konami, Rexona ou Volkswagen. Todos querem Neymar. E pagam (bem) por isso. Mas onde fica a parte do projeto desportivo no meio disto? Esta é ainda a grande esperança do Barça para o avançado quebrar toda esta novela e permanecer em Camp Nou.