Os novos pedidos de subsídio de desemprego nos Estados Unidos diminuíram em 5.000 na semana que terminou em 29 de julho, para 240 mil, face à semana anterior, situando-se em mínimos nos últimos 40 anos, foi divulgado esta quinta-feira.

De acordo com dados do Departamento do Comércio norte-americano, a média dos novos pedidos de desemprego em julho, que constitui um indicador mais fiável da evolução do mercado laboral do país, registou uma queda de 2.250 pedidos, para 241.750, refere aquele organismo oficial em comunicado.

No entanto, o número de pessoas que recebiam subsídios de desemprego permanentemente por não encontrarem trabalho elevou-se a 13.000 na semana que terminou em 29 de julho, para 1,97 milhões, continuando abaixo da fasquia dos dois milhões há 17 semanas consecutivas.

A taxa de desemprego nos Estados Unidos situou-se nos 4,4% em junho, no nível mais baixo em quase duas décadas.