Tem acesso livre a todos os artigos do Observador por ser nosso assinante.

Especialistas em engenhos explosivos conseguiram desativar, neste domingo, uma bomba da Segunda Guerra Mundial que foi descoberta em Frankfurt, na Alemanha. Os trabalhos de desativação forçaram à retirada de 60 mil pessoas da zona oeste da cidade, de acordo com informação prestada pela polícia.

O engenho, lançado por aviões da força aérea britânica durante os anos finais do conflito que decorreu entre 1939 e 1945, pesava 1,8 toneladas e protagonizou a maior operação de desativação de bombas dos tempos mais recentes. A bomba foi descoberta por trabalhadores da construção civil na terça-feira passada e, após a comunicação do evento às autoridades, foi decidida a evacuação da área num perímetro de 1,5 quilómetros.

Dezenas de ambulâncias foram enviadas, durante a manhã, para a zona onde se encontrava a bomba, com o objetivo de transportar os cidadãos que tivessem dificuldades em abandonar o local onde decorreu a desativação. Ainda que já tenham passado 72 anos sobre o fim da Segunda Guerra, continua a ser relativamente frequente a descoberta de bombas não detonadas em território alemão. Neste sábado, outro engenho, neste caso com o peso de 500 quilos, foi desativado na cidade de Koblenz, numa operação que obrigou à retirada de 20 mil pessoas da zona afetada.

PUB • CONTINUE A LER A SEGUIR