O Renault Symbioz é o mais recente protótipo 100% eléctrico e autónomo criado pela marca do losango. A par da tecnologia de ponta, anuncia uma outra qualidade: a capacidade de fazer parte da habitação, dotando-a, conforme mostram as fotos oficiais, de mais uma divisão: o próprio carro. E esta, hein?

Marcado por uma estética futurista que, segundo afirma o fabricante, foi pensada para o ano de 2030, altura em que a grande maioria de nós andará a conduzir carros eléctricos, o Symbioz tem na base dois motores eléctricos montados na traseira e apoiados por um pack de baterias de 72 kWh, instalado no piso do automóvel. Os quais permitem-lhe anunciar não só uma surpreendente potência máxima de 680 cv e um binário de 660 Nm, como também a capacidade de ir de 0 a 100 km/h em menos de 6 segundos.

[jwplatform OP0kPwLA]

O Symbioz oferece uma autonomia a rondar os 500 km, numa utilização real em auto-estrada, ao mesmo tempo que recarrega até 80% das baterias, em apenas 20 minutos.

Sendo capaz de realizar, por si só, todas as tarefas relacionadas com a condução, o protótipo conta com um botão “Mind-off”, o qual, uma vez accionado pelo condutor, entrega ao veículo a responsabilidade de se conduzir sozinho. Ao mesmo tempo que, no interior do habitáculo, o tablier recolhe automaticamente, garantindo mais espaço para que também os ocupantes dos lugares da frente possam relaxar de forma confortável e espaçosa. E, como se isso não bastasse, o Symbioz tem capacidade para memorizar todas as preferências dos ocupantes.

[jwplatform NGJUmo5v]

Caso peões ou outros obstáculos surjam no caminho do veículo, este será capaz de os detectar, desviar-se ou até imobilizar-se, graças a um sem-número de sensores.