O ainda presidente da Câmara da Póvoa de Lanhoso, Manuel Batista, não deixou o presidente eleito, Avelino Silva, acabar o discurso de celebração da vitória do PSD nas eleições autárquicas, no passado domingo. Manuel Batista roubou o microfone ao seu sucessor e disse: “E o Dr. Armando que vá apanhar no c*”.

Armando Fernandes é o ex-vereador da Cultura, a quem Manuel Batista retirou todos os pelouros, a meio do mandato, explica o jornal O Minho. Manuel Batista interrompeu Avelino Silva no momento em que fazia agradecimentos. O comentário do autarca foi recebido com aplausos do público, que à frase respondeu: “Batista! Batista! Batista!”.

Manuel Batista pediu entretanto desculpa e disse ao jornal O Minho que “não queria dizer aquilo”. Foi um “sentimento de revolta face ao ataque”, justificou. Armando Fernandes também já reagiu ao comentário, que considerou “triste”, em declarações ao mesmo jornal.

Avelino Silva foi eleito presidente da Câmara Municipal da Póvoa de Lanhoso com 51,2% dos votos, dando continuidade à liderança do PSD no concelho.

Vídeo. Autarca celebra reeleição com gesto obsceno para a oposição

PUB • CONTINUE A LER A SEGUIR

Esta não é a primeira polémica que aconteceu nesta onda de celebrações dos resultados das eleições autárquicas. Na mesma noite, o presidente da câmara de Resende, Manuel Garcez Trindade, do PS, comemorou a vitória com um gesto obsceno dirigido à oposição.

“Eles queriam a chave daquilo ali. Eles queriam a chave que eu tenho aqui no bolso“ disse o presidente eleito, apontando para o edifício da câmara municipal, com os dedos do meio erguidos no ar. Manuel Trindade continuou, até retirar as chaves da Câmara Municipal do bolso e dizendo: “Peguem! Peguem! Peguem!”.