Uma ciclista norte-americana “saudou” Donald Trump de maneira bastante particular. Ao ser ultrapassada pela comitiva automóvel do presidente dos Estados Unidos da América — que abandonava um dos seus campos de golfe nos arredores de Washington –, a mulher “cumprimentou-o” ao levantar o dedo do meio. O momento ficou registado numa fotografia, que já se tornou viral.

No entanto, a mostra do “the finger” não se ficou por aí. Mais adiante, a ciclista tornou a apanhar a carreata presidencial e voltou a mostrar o dedo do meio, virando depois numa direção diferente daquela em que seguia Trump. O momento passou-se por volta das 15h12 de sábado, dia 28 de outubro, e está descrito na sua totalidade num relatório do correspondente do The Guardian na Casa Branca, David Smith.

A ciclista não foi a única a expressar desagrado relativamente a Trump. Ainda antes de entrar no campo de golfe, a comitiva do presidente norte-americano foi recebida por uma manifestante com um cartaz que dizia “Impeach” (um apelo à “destituição” do Presidente). À saída, e antes de serem “saudados” pela ciclista, os veículos receberam um “thumbs down”, ou seja, polegares para baixo, de duas pedestres.

Uma manifestante segura um cartaz que diz “Impeach” – destituição, em português – à entrada do Trump National Golf Club, no norte da Virgínia, onde o presidente dos Estados Unidos da América acabaria por jogar algumas partidas. Crédito: BRENDAN SMIALOWSKI/AFP/Getty Images

A mulher do “impeach” revelou-se através da sua conta do Twitter, “Trump’s Nanny“. Na biografia do perfil, a mulher apresenta-se como a “babysitter” de Trump. “E tu também és”, diz a utilizadora na sua descrição, acrescentando que Trump “é um ditador desequilibrado que precisa de constante supervisão de todos nós”.

https://twitter.com/goodgovguru/status/924421974138523649

Esta é o quarto fim-de-semana seguido que Donald Trump visita o seu campo de golfe. Trump criticava Barack Obama quando este jogava golfe enquanto era presidente, pelo que a frequência com que vai ao seu campo lhe tem valido acusações de hipocrisia.