Rádio Observador

Compras

Não aproveitou a Black Friday? Não desespere, hoje é a Cyber Monday

A última 'sexta-feira negra' tem esta segunda-feira nova versão com o Cyber Monday, um dia dedicado a compras, mas online, com vários sites a fazerem descontos exclusivos. Veja os principais.

A Cyber Monday é sempre na segunda-feira após a Black Friday e um dos dias mais movimentados do ano para sites como a Amazon.

Getty Images

Há dias para tudo: para mães, crianças, árvores e agora, com a Black Friday, até para compras. Mas esta celebração de descontos não acabou ainda. Esta segunda-feira é mais um dia dedicado ao consumo, só que reservado às compras online: a Cyber Monday (segunda-feira cibernáutica, em português). Tal como a Black Friday, teve origem nos Estados Unidos da América (e aos dias seguintes à celebração ao dia de Ação de Graças), mas em Portugal há sites que usam o termo para descontos exclusivos para compras pela Internet.

Se no outro lado do Atlântico a Black Friday é sempre após o dia de Ação de Graças (Thanksgiving) — um feriado nacional americano — em Portugal tem sido feito como um bom cozido, “à portuguesa”. Muitas marcas e lojas aproveitaram para fazer desta sexta-feira de consumo uma semana inteira de descontos, com algumas exceções para lojas que foram fiéis à origem e cingiram-se à sexta-feira para oferecer os maiores descontos em produtos. Mas isto não tornou a Cyber Monday um evento menor em Portugal. Apesar de muitas promoções da “semana negra” se estenderem até esta segunda-feira, os principais sites de vendas de produtos estão a oferecer produtos com descontos para compras exclusivamente online feitas até ao final desta segunda-feira.

A Cyber Monday surgiu em 2006 nos Estados Unidos, quando se percebeu que na segunda-feira que precedia a Black Friday o número de compras feitas pela Internet aumentava exponencialmente. Em Portugal já é uma oportunidade de campanha utilizada há uns anos, mas ainda a ganhar o relevo que nos últimos anos a Black Friday teve na economia portuguesa.

Sites em português com descontos especiais nesta segunda-feira cibernáutica:

Continente: continente.pt (diferentes descontos em produtos variados)

El Corte Inglés: elcorteingles.pt (até 60% de desconto)

Fnac: fnac.pt (até 50% de desconto)

Knot Kids: knotkids.com (descontos variados em produtos)

Lanidor: lanidor.com (25% de desconto em toda a a coleção crianças e mulher)

La Redoute: laredoute.pt (50% em tudo)

Media Markt: mediamarkt.pt (descontos variados em produtos)

Phone House: phonehouse.pt (descontos variados em produtos)

Radio Popular: radiopopular.pt (até 40% de desconto)

Toys ‘R Us: toysrus.pt (10% de desconto direto + 10% em talão)

Wook: wook.pt (descontos variados em produtos)

Se quiser fazer compras a partir de sites que não estão em português, a maioria dos internacionais (começando pela Amazon, que é o rei deste dia) estão com descontos especiais. E, não se esqueça, nos Estados Unidos, graças ao fuso horário, tem mais tempo para compras online.

Não queremos ser todos iguais, pois não?

Maio de 2014, nasceu o Observador. Junho de 2019, nasceu a Rádio Observador.

Há cinco anos poucos acreditavam que era possível criar um novo jornal de qualidade em Portugal, ainda por cima só online. Foi possível. Agora chegou a vez da rádio, de novo construída em moldes que rompem com as rotinas e os hábitos estabelecidos.

Nestes anos o caminho do Observador foi feito sem compromissos. Nunca sacrificámos a procura do máximo rigor no nosso jornalismo, tal como nunca abdicámos de uma feroz independência, sem concessões. Ao mesmo tempo não fomos na onda – o Observador quis ser diferente dos outros órgãos de informação, porque não queremos ser todos iguais, nem pensar todos da mesma maneira, pois não?

Fizemos este caminho passo a passo, contando com os nossos leitores, que todos os meses são mais. E, desde há pouco mais de um ano, com os leitores que são também nossos assinantes. Cada novo passo que damos depende deles, pelo que não temos outra forma de o dizer – se é leitor do Observador, se gosta do Observador, se sente falta do Observador, se acha que o Observador é necessário para que mais ar fresco circule no espaço público da nossa democracia, então dê o pequeno passo de fazer uma assinatura.

Não custa nada – ou custa muito pouco. É só escolher a modalidade de assinaturas Premium que mais lhe convier.

Partilhe
Comente
Sugira
Proponha uma correção, sugira uma pista: mmachado@observador.pt

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

Confirme a sua conta

Para completar o seu registo, confirme a sua conta clicando no link do email que acabámos de lhe enviar. (Pode fechar esta janela.)