Depois da tempestade Ana, que atingiu Portugal, Espanha e França, agora é a Bruno que se está a aproximar do oeste da Europa, vinda do Atlântico. Prevê-se que o temporal atinja sobretudo Espanha, com ventos muito fortes na Península e Ilhas Baleares, abundantes precipitações e nevões fortes.

As temperaturas baixaram bastante nestes últimos dias e a neve vai fazer-se sentir sobretudo nas regiões montanhosas do norte e noroeste peninsulares, segundo a Agência Estatal de Meteorologia (Aemet). Na Cordilheira Cantábrica e nos Pirenéus, a neve pode atingir os 30 centímetros, segundo o jornal La Vanguardia.

Espera-se que a tempestade comece na tarde deste dia, com a entrada de uma frente ativa pela Galiza. As chuvas fortes vão afetar todo o país, e prolongam-se até à madrugada de quarta-feira. Esperam-se chuvas abundantes e até granizo.

Na zona da Península e Ilhas Baleares, vai haver fortes rajadas de ventos, podendo ultrapassar os 100-110 km/h a norte e noroeste, e os 70-80 km/h nas restantes zonas e Baleares.

PUB • CONTINUE A LER A SEGUIR

Relativamente à agitação marítima, na costa da Galiza esperam-se também ventos fortes e ondas que podem atingir os oito metros de altura e na costa do Mediterrâneo, Baleares, Catalunha e Andaluzia podem chegar aos quatro metros de altura.

Já na quinta-feira, espera-se uma nova frente de tempestade, mas com condições menos adversas. Contudo, há grande probabilidade de os fortes nevões continuarem, principalmente na zona dos Pirenéus.

Ana, Bruno, Carmen, David, Emma… Como se vão chamar as próximas tempestades em Portugal