Subsídio de Desemprego

Número de beneficiários de subsídios de desemprego caiu 17,5% em dezembro

O número de beneficiários do subsídio de desemprego caiu 17,5% em dezembro. O valor médio do subsídio em dezembro foi de 470,38 euros.

EPA

O número de beneficiários de prestações de desemprego caiu 17,5% em dezembro face ao mesmo mês do ano anterior e subiu 1,5% comparativamente a novembro, para 185.284, segundo os dados mensais da Segurança Social divulgados esta segunda-feira.

O número de beneficiários do subsídio de desemprego foi de 150.807 em dezembro, menos 14,4% tendo em conta o período homólogo e mais 1,7% face a novembro, de acordo com os dados do Instituto de Informática do Ministério do Trabalho e da Segurança Social.

Por sua vez, o subsídio social de desemprego inicial abrangeu 8.385 indivíduos, revelando um decréscimo de 26,7% face a dezembro de 2016 e uma subida de 10,4% relativamente ao mês anterior.

O número de desempregados com subsídio social de desemprego subsequente foi de 24.471, uma descida homóloga de 29,7% e de 1,9% relativamente a novembro.

O valor médio do subsídio em dezembro foi de 470,38 euros, mais 4,6% face ao mesmo mês de 2016 e mais 1% face a novembro.

Segundo os dados, a medida extraordinária de apoio aos desempregados de longa duração abrangeu 2.458 indivíduos, ou seja, menos 146 comparando com novembro e uma redução de 756 indivíduos comparando com o mesmo mês do ano anterior.

Analisando as prestações de desemprego por idades e, em comparação com o período homólogo, verificou-se um decréscimo no processamento na maioria dos grupos etários, mais notório nas idades entre 45 e 54 anos (menos 21,7%) e no grupo de indivíduos com 24 ou menos anos (menos 20,5%).

De acordo com os dados do Instituto de Emprego e Formação Profissional (IEFP) também divulgados hoje, o número de desempregados inscritos nos centros de emprego foi de 403.771 em dezembro, menos 16,3% face a igual mês de 2016, sendo o valor mais baixo desde outubro de 2008.

    Se tiver uma história que queira partilhar ou informações que considere importantes sobre abusos sexuais na Igreja em Portugal, pode contactar o Observador de várias formas — com a certeza de que garantiremos o seu anonimato, se assim o pretender:

  1. Pode preencher este formulário;
  2. Pode enviar-nos um email para abusos@observador.pt ou, pessoalmente, para Sónia Simões (ssimoes@observador.pt) ou para João Francisco Gomes (jfgomes@observador.pt);
  3. Pode contactar-nos através do WhatsApp para o número 913 513 883;
  4. Ou pode ligar-nos pelo mesmo número: 913 513 883.
Partilhe
Comente
Sugira
Proponha uma correção, sugira uma pista: observador@observador.pt
Winston Churchill

A arrogância da ignorância /premium

João Carlos Espada

Como devemos interpretar que um dirigente do segundo maior partido britânico venha dizer em público que o líder do mundo livre durante a II Guerra, Winston Churchill, foi um “vilão”?

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

Confirme a sua conta

Para completar o seu registo, confirme a sua conta clicando no link do email que acabámos de lhe enviar. (Pode fechar esta janela.)