“Day Zero is coming for Cape Town” lê-se na imprensa internacional, que é como quem diz que o “Dia Zero está a chegar para a Cidade do Cabo”. A expressão “Dia Zero” é utilizada quando a situação de seca numa região é tão grave que as autoridades devem desligar o abastecimento de água, desencadeando “o desastre dos desastres”. Esse dia, estimam as autoridades, chega a 16 de abril à segunda cidade mais populosa da África do Sul, avança o jornal The Guardian.

Com a aproximação do dia zero, a utilização de água na Cidade do Cabo tem de ser ainda mais reduzida. O limite rondava os 87 litros por dia, desde que a estação chuvosa terminou, número que agora baixou para 50 litros e que é um grande desafio — o jornal britânico escreve que é menos de um terço do consumo médio diário na Grã-Bretanha.

Seca. Cidade do Cabo, na África do Sul, pode ficar sem água em abril deste ano

A Cidade do Cabo pode ser a primeira grande cidade a ficar sem água, mas será apenas a ponta do icebergue. A cidade sul-africana é um exemplo de um problema para o qual os especialistas alertavam há muito, porque apesar de a água cobrir 70% do planeta, apenas 3% está em condições de consumo.

Mais de mil milhões de pessoas não têm acesso a água potável e 2,7 mil milhões ficam sem ela pelo menos uma vez por mês. Segundo a BBC, um estudo, realizado em 2014, acerca das 500 maiores cidades do mundo leva a crer que uma em cada quatro estão sob “stress hídrico”, ou seja, estão numa situação em que a procura de água por habitante é maior do que a capacidade de oferta.

Percorra a fotogaleria para ver as 11 cidades que podem enfrentar o mesmo problema nos próximos tempos.