505kWh poupados com o Logótipo da MEO Energia Logótipo da MEO Energia
i

A opção Dark Mode permite-lhe poupar até 30% de bateria.

Reduza a sua pegada ecológica.
Saiba mais

Logótipo da MEO Energia

Adere à Fibra do MEO com a máxima velocidade desde 29.99/mês aqui.

Vídeo. Cliente expulso de McDonald's depois de oferecer refeição a sem-abrigo

Este artigo tem mais de 4 anos

Um cliente e o sem-abrigo a quem este ofereceu uma refeição foram obrigados a abandonar um restaurante da cadeia McDonald's, nos EUA. O vídeo tornou-se viral e as consequências são muitas.

i

Tim Boyle/Getty Images

Tim Boyle/Getty Images

Um cliente da cadeia McDonald’s foi expulso de um estabelecimento na Carolina do Sul, nos EUA, depois de ter oferecido uma refeição a um sem-abrigo, também ele convidado a sair pela polícia. O incidente aconteceu esta semana e ficou registado num vídeo que, entretanto, ficou viral — até ao momento reúne quase 80 milhões de visualizações.

No vídeo, é possível ouvir Yossi Gallo, o protagonista da situação, a levantar a voz perante a mulher polícia que pede ao sem-abrigo, a meio da refeição, para sair do restaurante. Revoltado, Yossi mostra a sua indignação e é, também, encaminhado à porta.

Num comunicado citado pelo jornal The Independent e partilhado nas redes sociais, as autoridades da cidade de Myrtle Beach, onde tudo aconteceu, esclarecem que a agente foi ao local depois de uma chamada de um funcionário a queixar-se do sem-abrigo, que estava a pedir dinheiro às pessoas no parque de estacionamento.

Quando a polícia chegou, o mendigo já estava no interior do restaurante e o funcionário pediu que fosse avisado de que estava a invadir propriedade privada. Gallo que testemunhou tudo, e que estava a filmar o sucedido, também foi obrigado a retirar-se, uma vez que o gerente do estabelecimento considerou o seu comportamento desordeiro.

O gerente do restaurante, por sua vez, declarou à comunicação social que o objetivo daquele estabelecimento é “oferecer aos clientes uma experiência positiva” e que o sem-abrigo em questão “tem uma história de comportamento disruptivo” e já por várias vezes, no passo, a polícia e a gerência exigiu que se retirasse.

Também a presidente da câmara de Myrtle Beach falou sobre o incidente nas redes sociais, ao publicar um vídeo onde elogia o trabalho das autoridades e encoraja os membros da comunidade a ajudar quem mais precisa.

Um lado particularmente negativo da história é o facto de a agente policial em causa ter sido identificada nas redes sociais e estar a ser alvo de comentários misóginos, tal como escreve o jornal já citado. Sobre isso, Gallo comentou: “Isso está completamente errado, completamente. Acredito que ela estava só a fazer o seu trabalho”.

A página de Facebook do estabelecimento em causa, por sua vez, foi inundada de comentários negativos e corrida a más avaliações nas últimas horas — ao todo, contam-se 18 mil avaliações de apenas uma estrela.

Ofereça este artigo a um amigo

Enquanto assinante, tem para partilhar este mês.

A enviar artigo...

Artigo oferecido com sucesso

Ainda tem para partilhar este mês.

O seu amigo vai receber, nos próximos minutos, um e-mail com uma ligação para ler este artigo gratuitamente.

Ofereça artigos por mês ao ser assinante do Observador

Partilhe os seus artigos preferidos com os seus amigos.
Quem recebe só precisa de iniciar a sessão na conta Observador e poderá ler o artigo, mesmo que não seja assinante.

Este artigo foi-lhe oferecido pelo nosso assinante . Assine o Observador hoje, e tenha acesso ilimitado a todo o nosso conteúdo. Veja aqui as suas opções.

Atingiu o limite de artigos que pode oferecer

Já ofereceu artigos este mês.
A partir de 1 de poderá oferecer mais artigos aos seus amigos.

Aconteceu um erro

Por favor tente mais tarde.

Atenção

Este artigo só pode ser lido por um utilizador registado com o mesmo endereço de email que recebeu esta oferta.
Para conseguir ler o artigo inicie sessão com o endereço de email correto.