A polícia francesa deteve um terceiro suspeito do ataque registado esta sexta-feira em Carcassonne, França, e do qual resultaram já quatro mortos e mais de uma dezena de feridos. Segundo avançam os jornais franceses, trata-se de um rapaz nascido em 2000, que ainda não terá completado os 18 anos, e que será inquirido.

O suspeito em causa é amigo do alegado terrorista, Radouane Lakfim, que entrou num supermercado  fez vários reféns e levou a cabo o ataque terrorista que culminaria na morte de quatro pessoas. O suspeito foi abatido pela polícia depois de ter ferido cinco outras pessoas.

Na casa do suspeito foram aprendidas algumas notas com informações relativas ao Daesh que estão a ser analisadas pelas autoridades.

Já na noite de sexta-feira as autoridades tinham anunciado a detenção de uma mulher relacionada com o ataque, que deverá ser ouvida este sábado. A mulher será companheira do alegado terrorista que perdeu a vida no ataque. Neste momento, a polícia tem identificados três suspeitos dos ataques: o próprio Radouane Lakfim, que morreu no ataque, a companheira e um amigo.