Tem acesso livre a todos os artigos do Observador por ser nosso assinante.

Os adeptos de caminhadas convencionais vão para a praia, para os paredões ou, no máximo, para o meio da floresta. Mas, espalhados por todos os continentes, existem trilhos, percursos e travessias que só estão à mercê dos mais aventureiros.

Desde uma escadaria de 4.000 degraus, no Havai, que chega tão alto que é conhecida como “a escadaria para o céu”, até à travessia Drakensberg, na África do Sul, onde já morreram mais de cem pessoas – a última vítima, um ator, caiu na semana passada enquanto filmava uma cena de um filme. Também existem percursos rápidos onde um caminhante atinge 300 metros de altura em pouco mais de um quilómetro e outros, de longa duração, que demoram sete a dez dias a ser percorridos.

Percorra a fotogaleria e descubra os nove trilhos mais perigosos do mundo.

PUB • CONTINUE A LER A SEGUIR