O presidente norte-americano Donald Trump, já respondeu ao artigo de opinião publicado esta quarta-feira pelo The New York Times, classificando-o como “cobarde”. O artigo, assinado por um alto funcionário da Casa Branca, dá conta da existência de uma “resistência silenciosa” no seio da administração republicana.

Alto funcionário da Casa Branca publica opinião anónima no The New York Times para criticar Donald Trump

Durante um evento na Casa Branca, que reuniu vários xerifes de todo país, Donald Trump atacou violentamente a publicação. “Temos alguém, naquilo a que chamo ‘o fracassado New York Times’, a afirmar que faz parte de uma resistência dentro do governo Trump”, disse o presidente. “É com isto que temos que lidar”, disse o presidente norte-americano.

“Quando me dizem que uma fonte anónima no interior da administração, que provavelmente está a falhar e que está aqui [na Casa Branca] pelas piores razões, [é porque] o The New York Times está a falhar”, acrescentou.

“Conseguem acreditar? O falhado New York Times tem um artigo anónimo, o que significa que é um artigo de opinião cobarde”, atirou Donald Trump, perante os aplausos dos xerifes presentes. Pouco tempo depois, Donald Trump usou a sua rede social predileta, o Twitter, para fazer uma questão com uma só palavra. “Traição?”, perguntou aos seus seguidores o presidente.

A porta-voz da Casa Branca, Sarah Huckabee Sanders, juntou-se às críticas e escreveu um comunicado a criticar o artigo. “O indivíduo por detrás deste artigo escolheu enganar, ao invés de apoiar, o Presidente dos Estados Unidos da América. Ele não está a colocar o país em primeiro lugar, mas sim a si e ao seu ego à frente da vontade do povo americano”, pode ler-se no comunicado de Sanders. A nota termina com um apelo. “Este cobarde devia fazer aquilo que está certo e demitir-se”.

PUB • CONTINUE A LER A SEGUIR