Ministério da Agricultura

Ministro da Agricultura ouvido esta quarta-feira no parlamento

O ministro da Agricultura, Florestas e Desenvolvimento Rural, Capoulas Santos, vai ser ouvido na Assembleia da República, no âmbito da apreciação na especialidade do Orçamento do Estado para 2019.

NUNO ANDRÉ FERREIRA/LUSA

O ministro da Agricultura, Florestas e Desenvolvimento Rural, Capoulas Santos, vai ser esta quarta-feira ouvido na Assembleia da República, no âmbito da apreciação na especialidade do Orçamento do Estado (OE) para 2019.

De acordo com a nota explicativa publicada na página do parlamento, a ação governativa do Ministério da Agricultura prosseguirá os três eixos definidos no quadro do Programa Nacional de Reformas — dinamizar o potencial económico da agricultura, promover o desenvolvimento rural e a coesão territorial, bem como fomentar a gestão florestal sustentável.

A nota indica que, em 2019, serão levadas a cabo medidas para promover a investigação e a transferência de conhecimento, ajustada às necessidades das explorações agrícolas e florestais, vão ser desenvolvidas ações de continuidade do investimento no setor e processos com vista à internacionalização dos operadores económicos desta atividade.

Por sua vez, no âmbito da valorização do território, o Governo quer desenvolver o Programa Nacional de Regadio, implementar instrumentos financeiros no Programa de Desenvolvimento Rural (PDR) 2020, de forma a alavancar uma linha de crédito para complementar os incentivos para o investimento nas explorações agrícolas e ainda executar a Estratégia Nacional para a Promoção da Produção de Cereais.

Adicionalmente, o Ministério da Agricultura quer dar continuidade às medidas da reforma das florestas, dar sequência ao trabalho desenvolvido no âmbito do Estatuto da Agricultura Familiar e, no quadro da Estratégia Nacional para a Agricultura Biológica, executar um plano de ação.

O ministério liderado por Capoulas Santos terá 1.217,9 milhões de euros para gastar em 2019, o que representa um aumento de 15,8% em relação à estimativa de 2018 — o equivalente a mais 166,2 milhões de euros, segundo o relatório que acompanha a proposta de lei do Orçamento do Estado para 2018, entregue em 15 de outubro no parlamento.

De acordo com o documento, “no subsetor Estado verifica-se um aumento de 19,9%, mais 69,2 milhões de euros, repartido entre dotações do Orçamento do Estado afetas ao orçamento de atividades de serviços da administração direta do Estado, de serviços e fundos autónomos […] e de receita própria ou consignada, bem como ao orçamento de projetos”.

A receita do imposto sobre produtos petrolíferos e energéticos (ISP) consignada ao Fundo Florestal Permanente (FFP) e ao instituto de Financiamento da Agricultura e Pescas (IFAP) “destina-se ao financiamento de medidas inerentes à política florestal e a projetos de apoio à agricultura e pesca”, no âmbito do Programa de Desenvolvimento Rural (PDR) 2020 e do Mar 2020.

“O financiamento do subsetor Estado por via de receitas consignadas indica um incremento de 52,3%, mais 33,3 milhões de euros, com predominância do financiamento por via de fundos comunitários, destacando-se o financiamento no âmbito do FEADER — Programa de Desenvolvimento Rural Continente”, lê-se no relatório.

Todos queremos saber mais. E escolher bem.

A vida é feita de escolhas. E as escolhas devem ser informadas.

Há uns meses o Observador fez uma escolha: uma parte dos artigos que publicamos deixariam de ser de acesso totalmente livre. Esses artigos Premium, por regra aqueles onde fazemos um maior investimento editorial e que mais diferenciam o nosso projecto, constituem a base do nosso programa de assinaturas.

Este programa Premium não tolheu o nosso crescimento – arrancámos mesmo 2019 com os melhores resultados de sempre.

Este programa tornou-nos mesmo mais exigentes com o jornalismo que fazemos – um jornalismo que informa e explica, um jornalismo que investiga e incomoda, um jornalismo independente e sem medo. E diferente.

Este programa está a permitir que tenhamos uma nova fonte de receitas e não dependamos apenas da publicidade – porque não há futuro para a imprensa livre se isso não acontecer.

O Observador existe para servir os seus leitores e permitir que mais ar fresco circule no espaço público da nossa democracia. Por isso o Observador também é dos seus leitores e necessita deles, tem de contar com eles. Como subscritores do programa de assinaturas Observador Premium.

Se gosta do Observador, esteja com o Observador. É só escolher a modalidade de assinaturas Premium que mais lhe convier.

Partilhe
Comente
Sugira
Proponha uma correção, sugira uma pista: observador@observador.pt
Igreja Católica

A Europa e a Páscoa dos Cristãos no Mundo

Raquel Vaz-Pinto

Ao celebrar a Páscoa e a sua compaixão devíamos reflectir sobre os sacrifícios dos cristãos que vivem longe e fazer a pergunta difícil e dolorosa: conseguiríamos manter a Fé e de seguir o seu exemplo?

PS

De novo, a propaganda socialista a chegar ao fim /premium

João Marques de Almeida
1.140

Uma certeza temos em relação aos governos do PS: está tudo a correr muito bem até ao dia em que começa tudo a correr muito mal. É quando a “política de comunicação” se torna curta para tanta realidade

Política

A protecção da família em Portugal

Luiz Cabral de Moncada
164

A família, enquanto célula principal da sociedade e berço da moral, como bem se sabe na Calábria, está mais garantida do que nunca. Nunca será esquecida pelos partidos quando no poder político.

Segurança Social

Não tinha de ser assim /premium

Helena Matos
590

Em 1974, politicamente bloqueado, o país aguardava que os militares tratassem do assunto. O assunto era o Ultramar. Em 2019, o país está bloqueado de novo. O assunto chama-se Estado Social.

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

Confirme a sua conta

Para completar o seu registo, confirme a sua conta clicando no link do email que acabámos de lhe enviar. (Pode fechar esta janela.)