Literatura

Obras portuguesas de 80 autores à venda em Feira do Livro em Berlim

291

A segunda edição da Feira do Livro do Camões Berlim, onde vão estar disponíveis mais de 200 títulos de 80 autores de países de língua portuguesa, começa na próxima quarta-feira e dura três dias.

Portugal é o país convidado da Feira do Livro de Leipzig, que vai decorrer em 2021

MAFALDA LEITAO/LUSA

A segunda edição da Feira do Livro do Camões Berlim, onde vão estar disponíveis mais de 200 títulos de 80 autores de países de língua portuguesa, começa na próxima quarta-feira e dura três dias.

Obras de escritores como Hélia Correia, Germano Almeida, Mia Couto, Sophia de Mello Breyner, Pepetela, Jorge Amado, José Saramago ou Manuel António Pina vão poder ser adquiridos. Mas também livros de autores que já passaram pela Feira do Livro de Leipzig, como Isabela Figueiredo, Almeida Faria, Patrícia Portela e João Tordo.

O objetivo desta iniciativa, sublinha à Lusa Patrícia Severino, conselheira cultural da embaixada de Portugal em Berlim, é “garantir ao público residente na capital alemã mais acessibilidade à literatura de língua portuguesa”. Este ano, a novidade é um programa literário, paralelo aos três dias de feira.

Na inauguração, na quarta-feira, vai decorrer o evento “Je Suis Bovary”, uma tertúlia e pré-lançamento de “Conversa ao vivo” (audiolivro, em CD ou Vinil) de e com a escritora portuguesa Patrícia Portela.

“Esta ‘Conversa ao vivo’ é o resultado do meu anterior espetáculo em parceria com a Leonor Barata. Este disco postal, que vai sair agora em CD ou em Vinil, e que se pode enviar, é uma edição a partir de uma série de conversas e espetáculos que fizemos ao longo de 2017 e 2018, em vários lugares de Portugal, sobre amor, a partir de textos de poetas, sobretudo portugueses (mas também alemães)”, explica Patrícia Portela.

É o primeiro disco da escritora portuguesa e autora de diversos projetos artísticos, “um objeto híbrido, que contém postais, poemas, conversas, que convida toda a gente a pegar num gira-discos, a largar os telemóveis e a falar sobre amor à volta de uma mesa, com um copo de vinho, um queijo, ou simplesmente com bons amigos”.

Patrícia Portela foi a vencedora da primeira edição Bolsa de Residência Literária do Camões Berlim. Desse mês na capital alemã, nasceu o livro “Dias Úteis”. “Foi uma experiência incrível, um momento de viragem para mim. A cidade de Berlim é ótima para trabalhar, lembro-me de escrever muito, e de ver espetáculos, exposições. Foram trinta dias de inspiração. Daí saiu um livro que me ligou para sempre a Berlim”, confessa a escritora.

Além deste evento de inauguração, o dia 29 (quinta-feira) vai ser dedicado a evocar José Saramago, no ano em que se comemoram 20 anos da atribuição do Prémio Nobel de Literatura, com leituras de excertos do livro “Viagem a Portugal”, pelo ator Jochen Nix, acompanhado de uma prova de vinhos, conduzida pela enóloga Teresa Rosário.

O encerramento da Feira do Livro, no dia 30 (sexta-feira) será marcado por uma sessão de leitura com as poetas brasileiras Adelaide Ivánova e Érica Zíngano, a poeta e tradutora alemã Odile Kennel e os poetas portugueses Tiago Cutileiro e Nuno Moura, também editor da Douda Correria.

“Esta Feira do Livro integra-se na estratégia da Camões Berlim que se tem orientado pela procura de projetos de continuidade como a criação de uma Bolsa de Residência Literária, que terá em 2019 a sua quarta edição, a presença com um programa literário nas Feiras do Livro de Leipzig e de Frankfurt, as visitas de editores de língua alemã a Portugal, o trabalho muito próximo com tradutores e a permanente disponibilização de excertos traduzidos de autores de língua portuguesa a editoras de língua alemã”, sublinha Patrícia Severino, diretora do Camões Berlim.

Portugal é o país convidado da Feira do Livro de Leipzig, que vai decorrer em 2021.

    Se tiver uma história que queira partilhar ou informações que considere importantes sobre abusos sexuais na Igreja em Portugal, pode contactar o Observador de várias formas — com a certeza de que garantiremos o seu anonimato, se assim o pretender:

  1. Pode preencher este formulário;
  2. Pode enviar-nos um email para abusos@observador.pt ou, pessoalmente, para Sónia Simões (ssimoes@observador.pt) ou para João Francisco Gomes (jfgomes@observador.pt);
  3. Pode contactar-nos através do WhatsApp para o número 913 513 883;
  4. Ou pode ligar-nos pelo mesmo número: 913 513 883.

Agora que entramos em 2019...

...é bom ter presente o importante que este ano pode ser. E quando vivemos tempos novos e confusos sentimos mais a importância de uma informação que marca a diferença – uma diferença que o Observador tem vindo a fazer há quase cinco anos. Maio de 2014 foi ainda ontem, mas já parece imenso tempo, como todos os dias nos fazem sentir todos os que já são parte da nossa imensa comunidade de leitores. Não fazemos jornalismo para sermos apenas mais um órgão de informação. Não valeria a pena. Fazemos para informar com sentido crítico, relatar mas também explicar, ser útil mas também ser incómodo, ser os primeiros a noticiar mas sobretudo ser os mais exigentes a escrutinar todos os poderes, sem excepção e sem medo. Este jornalismo só é sustentável se contarmos com o apoio dos nossos leitores, pois tem um preço, que é também o preço da liberdade – a sua liberdade de se informar de forma plural e de poder pensar pela sua cabeça.

Se gosta do Observador, esteja com o Observador. É só escolher a modalidade de assinaturas Premium que mais lhe convier.

Partilhe
Comente
Sugira
Proponha uma correção, sugira uma pista: observador@observador.pt
Terrorismo

O melro de Rushdie /premium

Luis Teixeira

Foi há 30 anos e Khomeini tinha uma razão mesquinha para lançar a fatwa que condenava Rushdie à morte: precisava de congregar à sua volta as multidões desiludidas com o fiasco da guerra com o Iraque.

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

Confirme a sua conta

Para completar o seu registo, confirme a sua conta clicando no link do email que acabámos de lhe enviar. (Pode fechar esta janela.)