Cooperação económica

Portugal, Moçambique e BAD assinam terça-feira acordo para investimento privado nos PALOP

O acordo para apoiar investimento privado nos países africanos lusófonos será assinado no próximo dia 12, durante uma visita de sete dias da secretária de Estado dos Negócios Estrangeiros portuguesa.

Portugal, Moçambique e o Banco Africano de Desenvolvimento assinam na terça-feira, em Maputo, o acordo para apoiar investimento privado nos países africanos lusófonos

LUSA

Portugal, Moçambique e o Banco Africano de Desenvolvimento assinam na terça-feira, em Maputo, o acordo para apoiar investimento privado nos países africanos lusófonos, durante uma visita de sete dias da secretária de Estado dos Negócios Estrangeiros portuguesa.

A secretária de Estado dos Negócios Estrangeiros e da Cooperação, Teresa Ribeiro, inicia este domingo uma deslocação de sete dias a Moçambique, anunciou esta sexta-feira o Ministério dos Negócios Estrangeiros, em comunicado.

Na agenda da governante portuguesa estão encontros com o primeiro-ministro moçambicano, Carlos Agostinho do Rosário, e vários membros do Governo, entre segunda e terça-feira, para fazer um ponto de situação do relacionamento bilateral, preparar a quarta cimeira entre os dois países e abordar as perspetivas de aprofundamento da cooperação nas diferentes áreas contempladas no Programa Estratégico de Cooperação entre Portugal e Moçambique, assinado em 2017.

Na terça-feira, os governos português e moçambicano e o Banco Africano de Desenvolvimento (BAD) assinam o memorando de entendimento que estabelece o Compacto para Moçambique, no âmbito da iniciativa Compacto Lusófono, lançada com aquela instituição africana em novembro de 2018, para apoiar o investimento privado nos países africanos de língua oficial portuguesa (PALOP).

Antes, a secretária de Estado intervém num jantar-debate, organizado pela Câmara de Comércio Moçambique-Portugal (CCMP), dedicado ao tema do financiamento do desenvolvimento e o papel do investimento privado, e que contará com a presença de empresários de dois países, além de intervenções do ministro da Economia e Finanças de Moçambique, Adriano Maleiane, e do vice-presidente do BAD, Mateus Magala, economista moçambicano.

Na capital moçambicana, Teresa Ribeiro tem ainda previstos encontros com representantes de organizações internacionais presentes em Moçambique e irá visitar projetos apoiados por Portugal no âmbito da cooperação para o desenvolvimento e da cultura.

Na quinta e na sexta-feira, a governante portuguesa desloca-se à província de Nampula (norte do país), para visitar projetos da cooperação portuguesa, bem como o Programa “Cluster da Ilha de Moçambique”, que engloba uma intervenção concertada de diferentes atores da cooperação portuguesa nos domínios da preservação e reabilitação do património histórico e cultural da ilha, da gestão e ordenamento territorial e urbanístico, da formação profissional e do ensino pré-escolar e sua ligação ao ensino primário na região.

Todos queremos saber mais. E escolher bem.

A vida é feita de escolhas. E as escolhas devem ser informadas.

Há uns meses o Observador fez uma escolha: uma parte dos artigos que publicamos deixariam de ser de acesso totalmente livre. Esses artigos Premium, por regra aqueles onde fazemos um maior investimento editorial e que mais diferenciam o nosso projecto, constituem a base do nosso programa de assinaturas.

Este programa Premium não tolheu o nosso crescimento – arrancámos mesmo 2019 com os melhores resultados de sempre.

Este programa tornou-nos mesmo mais exigentes com o jornalismo que fazemos – um jornalismo que informa e explica, um jornalismo que investiga e incomoda, um jornalismo independente e sem medo. E diferente.

Este programa está a permitir que tenhamos uma nova fonte de receitas e não dependamos apenas da publicidade – porque não há futuro para a imprensa livre se isso não acontecer.

O Observador existe para servir os seus leitores e permitir que mais ar fresco circule no espaço público da nossa democracia. Por isso o Observador também é dos seus leitores e necessita deles, tem de contar com eles. Como subscritores do programa de assinaturas Observador Premium.

Se gosta do Observador, esteja com o Observador. É só escolher a modalidade de assinaturas Premium que mais lhe convier.

Partilhe
Comente
Sugira
Proponha uma correção, sugira uma pista: observador@observador.pt

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

Confirme a sua conta

Para completar o seu registo, confirme a sua conta clicando no link do email que acabámos de lhe enviar. (Pode fechar esta janela.)