Pouco depois de o Papa Francisco chegar a Marrocos, para uma visita oficial de dois dias, o cortejo em que participava foi temporariamente interrompido, quando um homem correu em direção ao carro que transportava o rei marroquino. O homem foi rapidamente intercetado pelos agentes de segurança, esclarece o britânico The Guardian.

O rei Mohamed VI estava em pé num carro descapotável e, juntamente com o Papa Francisco, que seguia num veículo próprio, participava num cortejo e acenava às multidões quando um homem desconhecido se aproximou. Em resposta, o carro do rei acelerou. Não se sabe ao certo o que o homem estava a tentar fazer, escreve o jornal já citado.

O Papa Francisco chegou este sábado a Rabat, quase 33 anos depois da visita realizada por João Paulo II, em 1985, ao país africano. O diálogo inter-religioso e uma aproximação à comunidade cristã marroquina são os temas que vão marcar a visita do Papa a Marrocos, a convite do rei Mohamed VI.