Rádio Observador

Álcool

Aumenta o consumo de álcool entre as mulheres portuguesas

240

Além das mulheres, também entre os jovens e na faixa etária acima dos 45 anos cresce o consumo de álcool, disse o subdiretor do Serviço de Intervenção nos Comportamentos Aditivos e nas Dependências.

Dados fazem parte de um estudo que será revelado na íntegra esta quinta-feira

iStockphoto/ViewApart

O consumo de bebidas alcoólicas entre as mulheres portuguesas está a aumentar, disse à TSF o subdiretor-geral do Serviço de Intervenção nos Comportamentos Aditivos e nas Dependências (SICAD), Manuel Cardoso, antecipando alguns dados de um estudo que será apresentado na íntegra esta quinta-feira.

Além das mulheres, também entre os jovens e na faixa etária acima dos 45 anos aumenta o consumo de álcool, acrescentou o mesmo responsável, sublinhando que esta realidade acompanha a evolução da sociedade.

“Nós saímos da crise, aumentou a esperança para tudo, inclusivamente para os consumos. Por um lado, parece que entrámos em festa, e isso na cultura portuguesa está associada ao consumo de bebidas alcoólicas, por outro, a igualdade de género, a evolução civilizacional e cultural da igualdade de género também é acompanhada neste processo”, disse Manuel Cardoso àquela estação de rádio.

De acordo com Manuel Cardoso, também tem aumentado, consequentemente, o número de mortes devido ao consumo de álcool. A TSF assinala que os últimos dados oficiais, de 2016, apontam para 2.515 mortes devido ao consumo nocivo de álcool — um número que na altura já representava uma subida de 165 face a 2014.

Desde 2014 os dados têm vindo a subir sistematicamente e de forma significativa”, afirmou Manuel Cardoso à TSF.

Estes dados surgem poucos meses depois de a Organização Mundial da Saúde (OMS) ter revelado que o consumo de álcool em Portugal já ultrapassou o da Rússia, com cada português a consumir uma média de 12,3 litros de álcool por ano — um valor significativamente acima da média europeia, de 9,8 litros por ano.

A propósito da revelação destes dados, a OMS apelou ao Governo português que aplicasse algumas medidas que permitissem diminuir o consumo de álcool no país, nomeadamente o aumento da taxação sobre as bebidas alcoólicas ou a fixação de preços mínimos, acompanhadas de uma redução da exposição dos portugueses à publicidade e ao marketing destas bebidas.

Partilhe
Comente
Sugira
Proponha uma correção, sugira uma pista: jfgomes@observador.pt

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

Confirme a sua conta

Para completar o seu registo, confirme a sua conta clicando no link do email que acabámos de lhe enviar. (Pode fechar esta janela.)