Mais de 540 norte-coreanos fugiram para a Coreia do Sul no primeiro semestre de 2019, mais 12% do que em igual período do ano passado, informou o Governo sul-coreano nesta terça-feira.

Entre janeiro e junho deste ano, 546 norte-coreanos fugiram para o país vizinho, quando em igual período de 2018 tinham sido registados 487, de acordo com dados divulgados pelo Ministério da Unificação sul-coreano.

O número de pessoas em fuga do hermético país asiático atingiu um pico anual de 2.914 em 2009. Desde que o atual líder norte-coreano, Kim Jong-un, chegou ao poder, no final de 2011, o número médio anual de “desertores” situa-se entre mil e 1.500 pessoas.

Mais de 32.000 norte-coreanos vivem atualmente na Coreia do Sul, que anunciou planos para expandir os subsídios estatais para ajudar estes refugiados a instalarem-se no país.