Seguindo a tradição, o Festival de Velocidade de Goodwood é o centro das emoções sobre rodas nesta altura do ano. Converge para West Sussex, no Reino Unido, tudo o que é carros exuberantes e potentes, sejam eles a gasolina, a gasóleo ou pura e simplesmente eléctricos. Além das exposições e demonstrações, o que os visitantes fazem questão de não perder é a corrida realizada na pequena rampa do evento, que todos tentam subir no mínimo tempo possível.

Desde 1999 que o melhor tempo da subida de Goodwood era pertença de Nick Heidfeld, conseguido aos comandos do McLaren MP4/13, o Fórmula 1 com que Mika Häkkinen se sagrou campeão do mundo em 1998. À época, o F1 de Mika estava equipado com o V10 da Mercedes que fornecia cerca de 790 cv, num chassi que não ultrapassava 590 kg.

4 fotos

Por comparação, o VW ID.R  monta dois motores eléctricos, um por eixo, que totalizam 680 cv, instalados num chassi que, devido às baterias, pesa 1.100 kg. Numas contas rápidas, em causa está uma relação peso/potência de 0,75 kg/cv para o F1, enquanto no protótipo eléctrico da VW cada cavalo tem de puxar 1,61 kg, ou seja, mais do dobro. Recorde a subida do McLaren campeão do mundo de F1:

Tudo isto apontava para o ID.R sentir algumas dificuldades em bater o recorde, ou até mesmo aproximar-se do melhor tempo na rampa de Goodwood, mas a realidade, mais uma vez, superou as expectativas. Se Nick Heidfeld necessitou apenas de 41,6 segundos em 1999, Romain Dumas baixou esse valor para 41,1 segundos, conquistando para a VW um recorde que ainda pode ser melhorado até domingo, dia em que cai o pano sobre o Festival of Speed 2019. Veja aqui a exibição do ID.R: