290kWh poupados com o Logótipo da MEO Energia Logótipo da MEO Energia
i

A opção Dark Mode permite-lhe poupar até 30% de bateria.

Reduza a sua pegada ecológica. Saiba mais

Logótipo da MEO Energia

Poupe na sua eletricidade com o MEO Energia. Simule aqui.

Justin Bieber revela que tem a doença de Lyme

Este artigo tem mais de 1 ano

Em resposta a críticas sobre a sua aparência, Bieber revelou ter sido diagnosticado com Lyme, uma doença infecciosa transmitida por carraças. E aproveitou para divulgar novo documentário no Youtube.

Doença de Lyme, que no caso de Bieber se tornou autoimune, é causada por bactérias Borrelia burgdorferi e transmitida por carraças
i

Doença de Lyme, que no caso de Bieber se tornou autoimune, é causada por bactérias Borrelia burgdorferi e transmitida por carraças

Jason Merritt/Getty Images for Universal Music

Doença de Lyme, que no caso de Bieber se tornou autoimune, é causada por bactérias Borrelia burgdorferi e transmitida por carraças

Jason Merritt/Getty Images for Universal Music

O cantor canadiano Justin Bieber revelou na quarta-feira ter borreliose de Lyme, uma doença infecciosa transmitida por carraças, e ter passado por uma séria crise de mononucleose infecciosa. O artista decidiu tornar a sua condição médica pública como resposta a críticas relacionadas com a sua aparência física das quais tem sido alvo.

Enquanto muitas pessoas continuam a dizer que o Justin Bieber parece horrível, estar a consumir metanfetaminas, etc., elas falham em perceber que fui diagnosticado recentemente com a doença de Lyme, e não apenas isso, mas tive um caso sério de mononucleose crónica que afetou minha pele, função cerebral, energia e toda a minha saúde”, escreveu o cantor.

O artista aproveitou o anúncio para promover o seu próximo projeto, no qual irá explicar esta doença e a sua luta: “Estas coisas vão ser explicadas numa série documental que colocarei no YouTube em breve. Vão poder descobrir tudo o que tenho passado e superado!”

“Têm sido dois anos difíceis, mas receber o tratamento certo vai ajudar a tratar esta doença até agora incurável e voltarei melhor que nunca”, concluiu.

Os efeitos da doença de Lyme, uma infeção transmitida por carraças e provocada por bactérias do tipo Borrelia burgdorferi, variam. Os sintomas incluem irritações cutâneas migratórias, que podem ser seguidas, semanas a meses mais tarde e nos casos mais severos, por complicações cardíacas, neurológicas e reumatológicas. O tratamento é feito com recurso a antibióticos da classe das penincilinas, como a amoxicilina. Se detetada numa fase inicial, a doença é curável. No entanto, uma longa exposição à bactéria pode induzir uma doença autoimune ou crónica, que pode requerer tratamento com imunosupressores.

Segundo o El País, esta não foi a primeira vez que o artista utilizou a sua conta no Instagram para partilhar os seus problemas de saúde. Em setembro admitiu ter depressão e estar a usar drogas.

Recomendamos

A página está a demorar muito tempo.