Esta quinta-feira, Pedro Sánchez, chefe do governo de Espanha e líder do Partido Socialista espanhol, utilizou o único helicóptero de resgate da Guarda Civil em Palma de Maiorca para visitar um município e sobrevoar a área afetada pela tempestade Glória, avança o ABC. Durante as três horas em que o helicóptero foi “desviado”, como escreve o jornal, as autoridade espanholas não puderam utilizar o transporte — que era um meio “fundamental” — nas buscas de um homem, David Cabrera, que foi levado pela corrente nas Ilhas Baleares na segunda-feira.

Sánchez utilizou o helicóptero de resgate para visitar o município de Capdepera, uma viagem de durou 23 minutos e que, de carro, teria demorado cerca de 50. Após a visita ao município, sobrevoou Cala Rajada para ver os estragos da tempestade, tendo regressado a Palma de Maiorca. David Cabrera continua dado como desaparecido.

Durante este período, o Instituto Baleares da Natureza ainda alocou outra aeronave para as buscas. Contudo, não sendo um helicóptero de resgate, mas sim de combate a incêndios, nem o piloto que o comandou — o piloto para salvamentos estava a pilotar Sánchez –, nem o transporte eram os indicados para as operações, disseram fontes no local ao mesmo jornal.