Chegou a ser rainha e senhora da foto mais gostada do Instagram, um recorde que outra monarca da pop haveria de bater em 2017, o mesmo ano em que produziu um série que todos os pais deviam ter visto e se especulou sobre o namoro com The Weeknd. Para trás ficava a polémica dos concertos cancelados na Europa (Portugal incluído), ou a agora já distante associação a Justin Bieber. Pela frente, seguia-se um transplante de rim, provocado pelo lúpus, um par de colapsos emocionais, e uma redentora estreia na passadeira vermelha de Cannes, já em 2019, depois do cativante papel em “Um dia de chuva em Nova Iorque”, de Woody Allen.

O resumo dos últimos anos da antiga estrela da Disney nem sempre corresponde a um conto de fadas (e parece por si só extenuante), mas a jogada mais recente garante-lhe nova agitação e acesso ao clube mais cobiçado entre as principais princesas de Hollywood, o da cosmética.

A cantora tem andado a promover o álbum “Rare” © Instagram Selena Gomez

A notícia foi partilhada pela norte-americana de 27 anos esta quarta-feira. “Malta, tenho estado a trabalhar neste projeto especial há dois anos e posso oficialmente revelar que a Rare Beauty vai ser lançada nas lojas Sephora na América do Norte este verão! Sigam @rarebeauty e tornem-se parte desta bonita comunidade. Espreitem no vídeo”, escreveu Selena no seu Instagram, uma partilha que soma mais de cinco milhões de visualizações, sendo que Gomez tem uma astronómica legião de seguidores: 167 milhões, para sermos mais precisos. Uma comunidade perfeita para alavancar qualquer negócio ainda que, segundo Gomez, que acaba de dar uma entrevista à Dazed, o Instagram (onde em 2016 se tornou a pessoa mais seguida do planeta) possa estar a uniformizar-nos em excesso e a “destruir” as nossas vidas.

Falta avaliar que nível de anunciada revolução conseguirá a nova linha Rare Beauty introduzir, a mesma que aposta na raridade e unicidade de cada potencial comprador do outro lado do seu feed, e que haverá de ficar disponível no resto do globo no próximo ano. Por outras palavras, quão game changer poderá ser a aposta num filão que está longe de ser uma novidade por explorar? Rihanna, por exemplo, chegou, viu e venceu, apostando num segmento onde pormenores como a variedade de tons de base se revelou dinheiro em caixa e deu um valente empurrão ao tão propalado empoderamento (nada que a Iman Cosmetics, lançada em outros tempos pela super modelo Iman, não tivesse já feito, diga-se). Em setembro de 2018, a Fenty Beauty já estava para lá do patamar da promessa, consagrando por completo a imperatriz que em maio passado chegou mesmo à LVMH, o pináculo do luxo e da exclusividade no que ao consumo diz respeito. Mas há mais concorrência por aqui.

Sombras, óleos e até uns cubos de gelo. 15 produtos de beleza para a lista de desejos

Gomez dá a entender que a sua marca registada incluirá uma panóplia vasta de produtos. A montra passa por fragrâncias, artigos para o banho, uma linha de cuidados para a pele, outra para o cabelo, e ainda sabonetes, óleos essenciais, incenso e, claro, unhas. Certo é que não terá querido perder a oportunidade de saborear a sua fatia do lucrativo bolo da cosmética que em 2023, estimam, possa representar qualquer coisa como 730 mil milhões de euros. “Não és definido por uma foto, um like ou um comentário”, sublinha a cantora e atriz, cuja lista de colaboradores inclui Scott Friedman, antigo CEO da NYX cosmetics e atual CEO da Rare Beauty, segundo a WWD, que avança ainda que a marca de Gomez terá ido recrutar nomes de topo a concorrentes como a The Honest Co. ou Too Faced. Enquanto as prateleiras não recebem as novidades, pode sempre ir escutando o tema título.

Com mais ou menos música à mistura, em 2018 Lady Gaga e a sua Haus Beauty captavam a atenção até dos investidores de Silicon Valley. Por essa altura, já Kylie Jenner, a mais jovem bilionária do mundo, mostrava como se chega ao trono com batons, paletas de sombras e outros essenciais de beleza.

E se Jessica Alba tem a sua Honest Beauty, uma marca clean and green, Miranda Kerr tem a Kora Organics, enquanto a Goop by Juice Beauty leva-nos até Gwyneth Paltrow — já agora, talvez não valhe a pena estafar a sua beleza com o visionamento disto. Esta semana, surgiu mais uma novidade servida pela celebridade convertida em designer Victoria Beckham, que certamente contribuirá para alimentar as filas de espera (já habituais neste contexto) e dirigiu as atenções para novembro, quando se espera que chegue o resultado do encontro entre a Victoria Beckham Beauty (anunciada em fevereiro de 2019) e a hiper googlada Augustinus Bader. Para promover o seu novo power sérum, VB mostrou-se ao mundo sem maquilhagem e garantiu aos fãs que “é o melhor produto que vão experimentar”. Pelo sim, pelo não, vá reservando 200 euros para o elixir da juventude da ex-Posh Spice.