(Em atualização)

O fim da quarentena já estava agendado para o início da tarde deste sábado e os 20 cidadãos (18 portugueses e 2 brasileiras) que estiveram nas últimas duas semanas isolados já começaram a deixar o hospital Pulido Valente, em Lisboa, depois de as análises ao coronavírus terem sido negativas.

As duas cidadãs brasileiras, das primeiras a falar com os jornalistas à saída, afirmaram estar “muito agradecidas” a Portugal e “ao que fez” por elas, depois da ação de repatriamento no início de fevereiro.

Já a mãe de uma das portuguesas em isolamento mostrava-se ansiosa por voltar a abraçar a filha e afirmou que confiava “totalmente” na Direção-Geral de Saúde e no Serviço Nacional de Saúde.

Antes de começarem a sair do hospital, os 20 repatriados tiveram ainda a visita da ministra da Saúde, Marta Temido e da diretora-geral da Saúde Graça Freitas.