(Em atualização)

Há, neste momento, mais de 20 casos confirmados de infeção pelo novo coronavírus em Portugal. Pode acompanhar no nosso liveblog os desenvolvimentos desta epidemia. Aqui está o que sabemos sobre quem são as pessoas em questão, como contraíram o vírus e como se encontram neste momento:

1. Médico, 60 anos, Penafiel

O primeiro caso confirmado de coronavírus em Portugal foi o de um médico de 60 anos que exerce funções no hospital Padre Américo, em Penafiel, pertencente ao Centro Hospitalar do Tâmega e Sousa. Este médico tinha estado de férias no norte de Itália e regressou a Portugal no sábado, dia 29 de fevereiro. No domingo, contactou a linha Saúde 24 após sentir febre, dor de garganta e tosse — sintomas que já tinham surgido, mais ligeiramente, no sábado. Foi testado no próprio dia e o teste deu positivo. A contra-análise, realizada pelo Instituto Ricardo Jorge, confirmou de imediato a infeção por coronavírus. Segundo explicou depois o hospital Padre Américo, o médico não trabalhou entre o regresso de Itália e o internamento no hospital de Santo António, no Porto, o que significa que não expôs nenhum doente ao vírus.

2. Trabalhador da construção civil, 33 anos, Vila Nova de Gaia

No mesmo domingo, um outro paciente contactou a linha Saúde 24 com sintomas semelhantes. Trata-se de um trabalhador da construção civil, de 33 anos, que contraiu o coronavírus após ter estado a trabalhar na cidade de Valência, em Espanha. Este paciente, natural de Vila Nova de Gaia, começou a sentir os primeiros sintomas no dia 26 de fevereiro, quarta-feira, tendo contactado os serviços de saúde apenas no fim de semana seguinte. Se bem que o primeiro teste  tenha dado positivo, a contra-análise do Instituto Ricardo Jorge só confirmou a presença do vírus já na madrugada de segunda-feira. O paciente encontra-se internado no hospital de São João, no Porto.

Número de pessoas sob vigilância em Portugal dispara para 213

PUB • CONTINUE A LER A SEGUIR

3. Operário, 37 anos, Alverca

Na terça-feira, dia 3, foram confirmados dois novos casos de coronavírus em Portugal. O terceiro caso confirmado é o de um homem de 37 anos natural de Alverca, que trabalha numa fábrica de arroz e milho em Coruche. O homem contactou a linha Saúde 24 na segunda-feira, após ter registado sintomas do vírus, e foi encaminhado para o hospital Curry Cabral, em Lisboa, onde se encontra atualmente. Este operário fabril tinha estado em contacto com o trabalhador da construção civil de Vila Nova de Gaia após este ter regressado de Valência, onde contraiu a infeção, e se ter deslocado à fábrica de Coruche para um trabalho numa máquina industrial.

4. Homem de 60 anos, internado no Porto

Também na terça-feira, a Direção-Geral da Saúde confirmou a existência de um quarto caso de infeção em Portugal. É um homem de 60 anos que foi internado no hospital de São João, no Porto, e que contraiu a infeção após ter tido contacto com um outro caso confirmado no país — embora a DGS não tenha revelado mais detalhes sobre esta ligação. Foi este paciente que, na terça-feira, recebeu uma visita do primeiro-ministro no hospital. “Pareceu-me com um bom estado de saúde, comunicámos por gestos”, disse António Costa aos jornalistas no fim da visita.

5. Professor de fagote, 44 anos, Porto

O quinto caso de coronavírus em Portugal foi confirmado na quarta-feira e também foi identificado no Porto. É um professor de música da Escola Superior de Música e Artes do Espetáculo (ESMAE) que esteve recentemente no norte de Itália, na cidade de Bergamo, a lecionar uma masterclass de fagote. O professor de música regressou ao Porto e ainda esteve nas instalações da ESMAE durante alguns dias antes de registar os primeiros sintomas, o que levou a direção da escola a suspender a atividade letiva e a encerrar a escola e o teatro durante duas semanas. Terá também dado aulas na Covilhã. Neste momento, grande parte da comunidade académica da ESMAE se encontra em isolamento social. Atualmente, este professor está internado no hospital de São João, no Porto, “com uma situação clínica estável”.

Professor de fagote na ESMAE é o quinto caso de coronavírus. Escola decide suspender as aulas até 18 de março

6. Professora, “entre 40 e 49”, Amadora

Na quarta-feira ao fim do dia, a Direção-Geral da Saúde confirmou a existência de um sexto caso em Portugal: a primeira mulher infetada. Já nesta quinta-feira, soube-se que se trata de uma professora de Físico-Química que dá aulas em duas escolas da Amadora: a Escola Básica Roque Gameiro e a Escola Secundária da Amadora. No total, a professora tem seis turmas, cujos alunos estão neste momento em isolamento. A professora esteve em Milão durante as férias de Carnaval, altura em que contraiu o vírus, e ainda deu aulas nos dias 27 e 28 de fevereiro, após o regresso. Esta semana já não se apresentou nas escolas. O diagnóstico só foi confirmado na quarta-feira. Além dos alunos, também os professores e auxiliares que contactaram com a docente em questão se encontram neste momento em isolamento social. Ao final do dia desta quinta-feira, a DGS revelou que a única mulher com coronavírus tinha “entre 40 e 49 anos”.

7. Homem, 50 anos, Porto

Na manhã desta quinta-feira, foram confirmados mais dois casos em Portugal. Um deles é um homem de 50 anos que regressou recentemente em Itália e que se encontra internado no hospital de São João, no Porto.

8. Homem, 49 anos, Porto

O outro caso confirmado na manhã desta quinta-feira é o de um homem de 49 anos que contactou com uma as pessoas infetadas em Portugal e que também se encontra internado no hospital de São João.

9. Homem, 42 anos, Lisboa

Outro caso é o de um homem de 42 anos que se encontra em isolamento no hospital Curry Cabral, em Lisboa. Segundo a Direção-Geral da Saúde, trata-se de um homem que esteve em contacto com um outro doente já confirmado e encontra-se atualmente “estável”.

10. Homem, casa dos 40 anos, Porto

Esta sexta-feira, foram confirmados mais quatro casos, pela ministra da Saúde. Na casa dos 40, segundo apurou o Observador, este doente terá tido uma ligação epidemiológica com casos anteriores e com Itália.

11. Homem, casa dos 40 anos, Porto

O Observador apurou que também o outro doente é um homem na casa dos 40, segundo apurou o Observador. Segundo a ministra da Saúde, terá tido uma ligação epidemiológica com casos anteriores e com Itália.

12. Mulher, mais de 70 anos, Porto

Ao que o Observador apurou o outro caso no Porto é o de uma mulher que tem mais de 70 anos. Segundo a ministra da Saúde, terá tido uma ligação epidemiológica com casos anteriores e com Itália.

13. Doente em Lisboa

Pouco se sabe sobre este caso. A ministra da Saúde, que o anunciou, diz não ter informação mas detalhada sobre ele.

14, 15 e 16. As três crianças 

Há três crianças infetadas em Portugal, mas a diretora-geral de Saúde, que anunciou os casos em conjunto com a ministra da Saúde, escusou-se a entrar em detalhes. Apenas se sabe que têm entre 10 e 19 anos, mas Graça Freitas referiu-se a elas como “as três crianças”, levando a crer que estarão mais próximo dos 10 do que dos 19. Não se sabe em que hospitais estão internadas, mas dos 8 novos casos anunciados, 7 são da região Norte e, na sua maioria, estão a ser encaminhados para o Hospital de São João.

17. Homem, menos de 30 anos

Sabe-se apenas que é um homem e que está internado no Hospital de São João, no Porto, e que o contágio foi feito em Portugal. Está na faixa etária entre os 20 e os 29 anos. O Observador soube deste diagnóstico ao início da tarde deste sábado.

18. Mulher, menos de 40 anos

Caso foi confirmado pela ministra da Saúde e pela ministra da Saúde, mas escusaram-se a dar mais detalhes sobre o caso, como o hospital em que se encontra hospitalizada.

19. Homem entre os 40-49 anos

Caso foi confirmado pela ministra da Saúde e pela ministra da Saúde, mas escusaram-se a dar mais detalhes sobre o caso, como o hospital em que se encontra hospitalizado.

20. Mulher entre os 40-49 anos

Caso foi confirmado pela ministra da Saúde e pela ministra da Saúde, mas escusaram-se a dar mais detalhes sobre o caso, como o hospital em que se encontra hospitalizada.

21. Mulher, menos de 80 anos

Caso foi confirmado pela ministra da Saúde e pela ministra da Saúde, mas escusaram-se a dar mais detalhes sobre o caso, como o hospital em que se encontra hospitalizada

22, 23, 24 e 25. Três mulheres e um homem, entre os 40 e os 70 anos

Estes quatro novos casos foram confirmados na manhã de domingo, dia 8 de março. Dizem respeito a três mulheres e um homem, todos internados no hospital de São João, no Porto. Segundo as informações disponíveis, foram infetados por um outro doente que também está internado neste hospital.

26. Mulher, cerca de 30 anos

É um caso confirmado na tarde de 8 de março. Sabe-se apenas que é uma mulher com cerca de 30 anos, que está internada no hospital de São João e que foi infetada em Portugal por um outro doente.

28. e 29. Dois doentes confirmados

Há ainda dois doentes que estão internados, sem que haja informação suficiente para perceber em que hospital foram colocados.

[Artigo atualizado às 17h30 de 8 de março de 2020]