Depois de uma demorada (seis horas) reunião esta quarta-feira, o Conselho Nacional de Saúde Pública vai voltar a reunir-se esta sexta-feira, às 15 horas, para rever as recomendações dadas ao Governo. A informação foi dada ao Observador por dois elementos que fazem parte deste órgão consultivo do Executivo e confirmada pelo Ministério da Saúde.

A reunião vai repetir-se a pedido da ministra da Saúde, Marta Temido, segundo os dois elementos contactados pelo Observador. Um deles, Constantino Sakellarides, explicou ao Observador que mesmo sem o pedido da ministra, o Conselho voltaria a reunir-se tendo em conta a situação atual do país.

“Estamos a acompanhar ao minuto”, diz o antigo diretor-geral de Saúde. E a ideia é “rever tudo” o que foi dito esta quarta-feira, à luz dos dados atualizados na sexta-feira. Até porque nos países em que Portugal tem focado mais atenções, Itália, Espanha e França, “a situação está a agravar-se”, justifica.

Mais infetados (não se sabe quantos), escolas abertas e as praias cheias. O que fica da conferência de imprensa da DGS

PUB • CONTINUE A LER A SEGUIR

O Conselho Nacional de Saúde Pública foi criado em 2009 para “aconselhar o Governo na prevenção e controlo das doenças transmissíveis e outros riscos para a saúde pública e, em especial, para análise e avaliação das situações graves, nomeadamente surtos epidémicos de grande escala e pandemias, competindo-lhe fundamentar proposta de declaração do estado de emergência, por calamidade pública”. Da reunião desta quarta-feira saiu a recomendação de fechar escolas só por indicação das autoridades de saúde.

uma reunião deste órgão consultivo do Governo.