São, essencialmente, as entidades sanitárias que diariamente lidam com o flagelo provocado pelo novo coronavírus as visadas no plano de acção que a Renault Portugal traçou para dar o seu contributo no combate à pandemia. Até ao final deste mês, têm direito à oferta integral da manutenção todas as viaturas da Renault e Dacia que integrem as frotas dos bombeiros, hospitais, centros de saúde, INEM, ambulâncias e outras entidades, nomeadamente instituições particulares de solidariedade social (IPSS).

Em comunicado, a empresa frisa que a medida representa “um importante alívio dos custos de operação para as entidades envolvidas” e adianta que serão as próprias concessões a tomar a iniciativa de contactar as entidades que podem beneficiar desta comparticipação a 100%, no sentido de usufruírem da oferta (lista da rede aderente aqui).

Até ao final do mês, a Renault Portugal também garante que os serviços que excedam a mera manutenção – chapa e pintura, por exemplo – são igualmente alvo de um apoio, na medida em que os concessionários praticarão um desconto de 50% sobre a intervenção, incluindo a mão-de-obra e peças.

Estas medidas poderão vir a ser estendidas para lá do final de Abril, se a Renault Portugal assim o entender, decisão essa que estará dependente do evoluir da pandemia no nosso país.