Gestores de empresas de energia, académicos e ambientalistas, fazem parte da lista de cerca de 20 personalidades a quem o ministro do Ambiente colocou várias questões sobre as oportunidades que podem sair da crise do Covid-19 para tornar a sociedade mais sustentável.

Com o sinal dado queda dos níveis de CO2 resultante da paragem da economia, o objetivo deste desafio é procurar oportunidades que ajudem a sair da crise, “mas também a construir uma sociedade mais justa, mais equilibrada e mais sustentável”.

Entre as personalidades consultadas, contam-se especialistas na área dos resíduos, do abastecimento de água e saneamento, da energia, da biodiversidade e da mobilidade. Do lote de experts fazem parte gestores, como os presidentes da Galp e da EDP, mas também professores universitários, economistas, investigadores e ativistas ambientais. As perguntas:

  • Como olha para esta crise e quais são as ameaças e as oportunidades que identifica no domínio ambiental e da sustentabilidade?
  • O que fazer para concretizar as oportunidades que identificou e de que forma a “economia verde” pode contribuir para a criação de riqueza e de bem-estar?
  • Quais lhe parecem ser os contributos necessários dos atores principais (Exemplo: ONU, líderes políticos europeus ou nacionais, responsáveis do setor financeiro, empresários…) e os recursos críticos que temos de alocar para o desenvolvimento de uma política ativa, que desenvolva e economia de forma a garantir que não ultrapassamos os limites dos sistema naturais?

Uma vez recolhidos as resposta é intenção do Ministério do Ambiente aproveitar os conteúdos para definir uma estratégia, para além de os divulgar publicamente.

Personalidades consultadas:

João Peças Lopes, diretor associado do INESC-TEC
Graça Martinho, professora universitária
Pedro Santos Guerreiro, jornalista
José Sá Fernandes, vereador da Câmara Municipal de Lisboa
Francisco Ferreira, professor universitário e ambientalista
Júlia Seixas, professora universitária
Viriato Soromenho Marques, professor universitário e ambientalista
Helena Freitas, professora universitária
Carlos Pimenta, gestor
Jaime Melo Batista, Investigador-Coordenador do LNEC
António Mexia, CEO EDP
António Saraiva, CIP
José Manuel Viegas, professor universitário
Ângelo Ramalho, CEO da EFACEC
Alfredo Marvão Pereira, professor universitário
Miguel Bastos Araújo, professor universitário
João Joanaz de Melo, professor universitário e ambientalista
Sofia Santos, Especialista em Financiamento Sustentável
João Ferrão, Professor Universitário
Carlos Gomes da Silva, Ceo da GALP
Isabel Furtado, Presidente da COTEC