A Autoridade de Aviação Civil de Timor-Leste (AACTL) informou esta segunda-feira que os voos domésticos comerciais, suspensos desde 3 de abril, podem retomar a atividade normal. A decisão foi comunicada a todas as empresas com operações aéreas em Timor-Leste num documento assinado pelo presidente interino da AACTL, Eusébio Freitas.

“O estado de emergência terminou. Por isso, a Autoridade de Aviação Civil gostaria de informar que as operações comerciais domésticas podem ser retomadas com normalidade para todos os operadores”, de acordo com o documento.

Na semana passada, a AACTL tinha anunciado que a suspensão dos voos internacionais ia manter-se por tempo indeterminado.

Apesar do fim do estado de emergência, a 26 de junho, muitas das restrições nas fronteiras mantêm-se inalteradas, estando ainda a ser preparado um diploma conjunto dos Ministérios dos Negócios Estrangeiros, do Interior e da Saúde, com novas regras.

Timor-Leste tinha, até ao estado de emergência devido à Covid-19, voos entre Díli e as cidades de Darwin (Austrália), de Kupang e de Denpasar (Indonésia) e de Singapura.

A pandemia de Covid-19 já provocou mais de 566 mil mortos e infetou mais de 12,79 milhões de pessoas em 196 países e territórios, segundo um balanço feito pela agência francesa AFP.

As medidas para combater a pandemia paralisaram setores inteiros da economia mundial e levaram o Fundo monetário Internacional (FMI) a fazer previsões sem precedentes nos seus quase 75 anos: a economia mundial poderá cair 3% em 2020, arrastada por uma contração de 5,9% nos Estados Unidos, de 7,5% na zona euro e de 5,2% no Japão.