O Presidente dos Estados Unidos e recandidato republicano à Casa Branca, Donald Trump, apelou esta sexta-feira ao voto dos latinos do estado da Florida durante um comício no aeroporto de Pensacola.

Trump disse que Washington apoia a luta pela liberdade em “Cuba, Venezuela e Nicarágua”, numa altura em que o candidato republicano precisa do maior número de votos da Florida, um estado fundamental para a vitória nas eleições de 03 de novembro.

O voto hispânico tem vindo a crescer no estado devido ao aumento da emigração das últimas décadas, sobretudo cubanos, venezuelanos e nicaraguenses.

“Pusemos este país no mundo e o melhor está para vir, vamos continuar a lutar e vamos continuar a ganhar. Com o povo da Florida pusemos o país a ganhar”, disse ainda o Presidente dos Estados Unidos que, durante todo o discurso, atacou os adversários do Partido Democrata.

“Se Joey [Joe Biden] e Kamala [Harris] forem eleitos vai haver um tsunami de imigração ilegal”, acusou Trump.

O Presidente dos Estados Unidos discursou durante uma hora frente aos apoiantes republicanos concentrados na placa do aeroporto de Pensacola.

“Donald Trump é querido no estado da Florida e no estado vizinho do Alabama”, disse ainda, referindo-se a si próprio e frisando que estas são as eleições mais importantes de sempre no país.

Perante o comício a que assistiram sobretudo apoiantes do noroeste da Florida e do estado do Alabama, Trump disse que vai votar hoje em Miami.