Uma investigação do Núcleo de Investigação e Apoio a Vítimas Específicas (NIAVE) da GNR visou um homem de 46 anos, morador em Ansião e responsável por “maus-tratos físicos e verbais” ao longo de 13 anos sobre a sua mulher, de 45 anos, que alegadamente ameaçava de morte “com recurso a uma arma de fogo”.

“A vítima foi impedida de fazer a sua vida normal, temendo a concretização das ameaças”, que também tiveram consequências para os dois filhos menores que tinham, afirma a Guarda em comunicado, acrescentando que “o suspeito foi constituído arguido e os factos remetidos ao Tribunal Judicial de Pombal”.

Em Santa Maria da Feira, também na sexta-feira, o NIAVE de São João da Madeira deteve um homem de 58 anos que já tinha sido detido em junho pelo crime de violência doméstica.

O suspeito era “física, verbal e psicologicamente agressivo” com a sua companheira, de 62 anos, incluindo “ameaças de morte”, uma conduta que “durava há quatro anos” e estava ligada ao consumo de álcool.

O homem ficou sujeito a pulseira eletrónica, está proibido de contactar com a vítima e vai ter de fazer tratamento para o alcoolismo, afirma a GNR.