As autoridades de saúde da Madeira estão a monitorizar cerca de 700 pessoas ligadas aos cerca de 70 casos de transmissão local que existem no arquipélago, revelou esta quinta-feira o presidente do Governo Regional, que reiterou a inexistência de transmissão comunitária.

“Não há casos na Madeira, neste momento, de transmissão comunitária. O que temos são casos de transmissão local, cerca de 70, 71 casos, que estão a ser monitorizados e acompanhados. Estamos também a monitorizar quase 700 pessoas”, referiu Miguel Albuquerque.

A transmissão comunitária acontece quando o vírus circula na comunidade, sem que seja possível identificar a origem de todas as cadeias de transmissão. A transmissão local verifica-se quando os casos positivos têm a sua origem identificada.

O presidente do executivo falava aos jornalistas no final de uma visita à Unidade de Rastreio de Covid-19 no Aeroporto Internacional da Madeira – Cristiano Ronaldo, onde, desde 01 de julho, trabalham 200 profissionais de saúde e de turismo.

Miguel Albuquerque salientou que desde julho já desembarcaram no aeroporto 220 mil passageiros, tendo sido realizadas 106 mil colheitas no local.

As unidades de rastreio no continente, acrescentou, já realizaram 40 mil testes, tendo sido registadas 126 pessoas infetadas que, por esse motivo, já não viajaram para a Madeira.

O presidente do executivo regional, de coligação PSD/CDS-PP, apelou novamente aos estudantes da Madeira para que façam testes antes de embarcarem para a região, tal como fez na quarta-feira, dia em que negou também a existência de casos de transmissão comunitária na região.

Até ao final do ano, segundo Albuquerque, o Governo Regional vai investir 20 milhões de euros nas unidades de triagem da Madeira e do Porto Santo. “Acho que tem sido um investimento fundamental na contenção da pandemia, na salvaguarda da saúde pública dos madeirenses e porto santenses”, acrescentou.

Quanto aos eventos de Natal, Miguel Albuquerque observou que “o que vai ser feito é aquilo que vai ser determinado pela autoridade de saúde”, reforçando que não serão autorizados eventos que impliquem concentrações de pessoas.

A Madeira tem 569 casos acumulados de Covid-19, dois óbitos e, atualmente, 212 casos ativos, sendo 142 importados e 70 de transmissão local. A pandemia de Covid-19 provocou pelo menos 1.285.160 mortos em mais de 52,1 milhões de casos de infeção em todo o mundo, segundo um balanço feito pela agência francesa AFP. Em Portugal, morreram 3.103 pessoas dos 192.172 casos de infeção confirmados, de acordo com o boletim mais recente da Direção-Geral da Saúde.