O Instituto Português de Oncologia do Porto (IPO-Porto) informou esta segunda-feira que, na sequência de um surto de Covid-19 no piso oito do internamento de Cirurgia, realizou entre sábado e domingo 84 testes que se revelaram todos negativos.

Na sexta-feira foram detetados um total de oito doentes e três profissionais positivos, tendo o IPO-Porto procedido à realização de testes a todos os doentes internados nas áreas de Cirurgia do Edifício A para “uma maior garantia de segurança”.

Fonte do IPO-Porto referiu que todos os doentes que testaram positivo já foram transferidos para o hospital da respetiva área de residência, onde serão acompanhados até reunirem de novo condições para continuar o seu tratamento ou acompanhamento no IPO.

Disse também que está em curso a averiguação dos potenciais elos de ligação entre os casos detetados, de forma a identificar a origem deste surto.

Em declarações à Lusa, na sexta-feira, o conselho de administração do IPO-Porto especificou que “o primeiro caso foi detetado na quinta-feira num doente que revelou febre e sintomas respiratórios suspeitos.

Já “um segundo doente internado nesse piso foi testado no contexto de atuação de rotina como preparação para procedimento diagnóstico”.

Tendo ambos os testes sido positivos para Covid-19 e tratando-se de doentes do mesmo piso, foi de imediato decidido testar todos os doentes, assim como os profissionais com os quais tinham contactado, em estreita colaboração entre a Comissão de Controlo de Infeção (GCL-PPCIRA) e o Gabinete de Medicina do Trabalho”.

Na sequência dessa testagem foram identificados um total de oito casos positivos em doentes e mais três em profissionais.

A pandemia de Covid-19 já provocou mais de 1,3 milhões de mortos no mundo desde dezembro do ano passado, incluindo 3.897 em Portugal.

A doença é transmitida por um novo coronavírus detetado no final de dezembro de 2019, em Wuhan, uma cidade do centro da China.