O secretário regional da Saúde e Desporto dos Açores, Clélio Meneses, afirmou esta quinta-feira que serão aplicadas cinco mil vacinas em dez dias, em São Miguel e Terceira, na primeira fase de vacinação contra a Covid-19 na região.

“Numa primeira fase, contamos que num período de dez dias tenhamos cinco mil vacinas aplicadas, sendo certo que só estará o respetivo processo concluído com a segunda toma de vacina no espaço de 21 dias”, declarou o governante.

Clélio Meneses falava hoje no hospital Divino Espírito Santo, em Ponta Delgada, na cerimónia de entrega das vacinas contra a Covid-19 à unidade de saúde da ilha de São Miguel, no dia em que as vacinas começarão a ser administradas na região.

“Neste caso concreto, temos aqui cerca 195 ampolas, cada ampola tem cerca de cinco doses, que podem chegar a seis doses, por isso os números [das vacinas] nunca serão muito rigorosos”, afirmou o secretário da Saúde, referindo-se ao primeiro lote de vacinas chegadas a São Miguel.

Do primeiro lote de cinco mil vacinas, três mil serão destinadas à ilha de São Miguel e duas mil à ilha Terceira, ilhas escolhidas por uma “razão epidemiológica” e não por alguma “razão política”.

“Na próxima terça-feira [dia 05 de janeiro] vêm mais duas caixas de vacinas, para que até ao final deste período tenhamos três mil pessoas vacinadas em São Miguel e duas mil na Terceira”, acrescentou.

Além dessas primeiras cinco mil vacinas, o executivo regional reservou outras cinco mil “para o caso de acontecer alguma ocorrência inesperada”, disse.

O “segundo lote” da “primeira fase” da vacinação no arquipélago deverá chegar “até ao final do mês de janeiro”, vem “prioritariamente para São Miguel”, estando prevista a chegada de “três, quatro mil” doses.

“Neste momento a informação que temos é que serão cerca de três, quatro mil [doses], mas todos esses números são sempre muito difíceis de definir com rigor porque nós próprios não temos esta informação rigorosa”, apontou.

Sobre as críticas à falta de divulgação do plano regional de vacinação, Clélio Meneses realçou que executivo açoriano tem tentado ser transparente “desde a primeira hora”.

“Este governo, desde primeira hora determinou que não vai estar todos os dias a debitar números, a falar sobre este assunto. Vamos intervir quando for necessário para explicar de forma transparente, mas sobretudo para decidir”, disse.

A vacinação contra a Covid-19 arranca hoje nos Açores às 10h00 no lar da Santa Casa da Misericórdia de Vila Franca do Campo, em São Miguel, e no centro social de idosos de São Francisco Xavier, na ilha Terceira.

Cerca de 9.750 doses da vacina contra a Covid-19 chegaram na quarta-feira à noite à ilha Terceira, às 22h30 locais (23:30 em Lisboa), tendo uma parte seguido hoje para a ilha de São Miguel, no voo das 06h50.

Os Açores têm, atualmente, 333 casos positivos ativos de Covid-19, sendo 284 em São Miguel, 37 na Terceira, sete no Faial, quatro em São Jorge e um no Pico.

Foram detetados, até hoje, 1.908 casos de infeção pelo novo coronavírus SARS-CoV-2.

Na região, 22 pessoas infetadas morreram e 1.461 recuperaram.

Portugal contabiliza pelo menos 6.830 mortos associados à Covid-19 em 406.051 casos confirmados de infeção, segundo o último boletim da Direção-Geral da Saúde (DGS).