Os Estados Unidos da América registaram 2.271 mortos e 160.308 infetados com o novo coronavírus em 24 horas, segundo a contagem da Universidade Johns Hopkins, ultrapassando os 20 milhões de contágios desde o início da pandemia. O país contabiliza agora 20.104.003 casos e 347.542 óbitos por Covid-19.

O facto de ter superados os 20 milhões de casos implica que os Estados Unidos duplicaram o número total de infetados em menos dois meses, já que os dez milhões de contágios tinham sido alcançados a 9 de novembro. Um dado que ilustra a gravidade da situação no país, que em dezembro registou vários recordes diários no número de mortes por Covid-19.

O estado de Nova Iorque continua a ser o mais duramente atingido pela pandemia, com 38.155 mortes, seguindo-se o Texas, com 28.253.

Os Estados Unidos são o país com mais mortos e também com mais casos de infeção confirmados. O número provisório de mortes excede de longe as previsões iniciais da Casa Branca.

O Instituto de Métricas e Avaliação da Saúde da Universidade de Washington estimou que até à altura em que Trump deixar a Casa Branca, a 20 de janeiro, 420 mil pessoas terão morrido, com o número a subir para 560 mil a 01 de abril.

A pandemia de Covid-19 provocou pelo menos 1.818.946 mortos resultantes de mais de 82,6 milhões de casos de infeção em todo o mundo, segundo um balanço feito pela agência de notícias France-Presse (AFP).