216kWh poupados com o Logótipo da MEO Energia Logótipo da MEO Energia
i

A opção Dark Mode permite-lhe poupar até 30% de bateria.

Reduza a sua pegada ecológica. Saiba mais

Logótipo da MEO Energia

O MEO ajuda-o a poupar, simule aqui.

Portugal está a negro no mapa mundial. É o país com mais casos e mortes por milhão de habitantes e com maior taxa de contágios no mundo

É o único país com mais de mil casos por milhão de habitantes na média dos últimos sete dias. Tem a maior incidência de contágios a 14 dias. Lidera o número de casos e mortes diárias no mundo.

i

O mapa do número de casos por 100 mil habitantes, nos últimos 14 dias

O mapa do número de casos por 100 mil habitantes, nos últimos 14 dias

Nos mapas do mundo dos números da pandemia, Portugal aparece a negro ou a vermelho muito escuro. É assim há cinco dias consecutivos relativamente ao número de novos casos diários de Covid-19 e há três dias seguidos quanto às vítimas mortais por milhão de habitantes. Os números aliás não deixam dúvidas: o nosso país lidera todos os rankings negativos da doença.

No Our World in Data, elaborado pela Universidade de Oxford, Portugal é o pior país do mundo em número de casos e de mortes por milhão de habitantes quer as contas sejam feitas ao último dia de que há dados (domingo, 24), quer à média dos últimos sete dias.

Na base de dados da Universidade de Stanford, o mapa da incidência de contágios a 14 dias por 100 mil habitantes em todo o mundo mostra que apenas dois países têm uma taxa acima dos mil casos: Israel e Portugal, que também aqui ocupa o primeiro lugar mundial. Portugal está com 152.501 mil casos em duas semanas — o que se traduz em 1.491,3 infeções por 100 mil habitantes. Já Israel, teve 106.084 mil casos nos últimos 14 dias —  1.245,2 infeções por 100 mil habitantes no mesmo período de tempo.

É isso mesmo que mostra o gráfico abaixo, elaborado pela Universidade de Stanford, com dados da Organização Mundial de Saúde, do Centro de Controlo e Prevenção de Doenças Europeu e outros departamentos nacionais de saúde. Nele, é possível ver o número total de casos por país nos últimos 14 dias, mas também o número de casos por 100 mil habitantes no mesmo período de tempo.

PUB • CONTINUE A LER A SEGUIR

[Explore aqui o gráfico interativo]

[Veja abaixo a imagem deste gráfico]

É com base neste critério — o número de casos por 100 mil habitantes, nos últimos 14 dias — , que a Comissão Europeia desaconselhou esta segunda-feira todas as viagens não essenciais para países e regiões onde o esse valor seja superior a 500. Além de Portugal, Espanha, várias regiões de Itália e de países do centro e norte da Europa estão incluídas nesta categoria, pintada a vermelho escuro — como aliás, mostra o gráfico abaixo, que mostra Portugal com mais pormenor. O mesmo critério já tinha sido aplicado nas anteriores vagas para as restrições de viagens e é o usado em Portugal para contabilizar os níveis de risco dos concelhos.

[Explore aqui o gráfico interativo]

[Veja abaixo a imagem deste gráfico]

Portugal ultrapassou Andorra em casos diários por milhão de habitantes há três dias e ficou em primeiro lugar desde então

Os dados são do site Our World in Data, criado por investigadores da Universidade de Oxford, e foram atualizados pela última vez às 10h02 desta segunda-feira — pelo que ainda não integram o mais recente boletim. Ainda assim, é possível perceber que Portugal tem vindo a ser o país com mais novos casos diários por milhão de habitantes, desde que ultrapassou a Andorra, a 21 de janeiro. Desde então, o principado passou para segundo lugar, registando a 24 de janeiro 647,12 novos casos por milhão de habitantes, face aos 1149,9 de Portugal.

O gráfico seguinte mostra o número de novos casos diários por milhão de habitantes nos 10 países onde esse valor é mais alto, mas também outros países como Brasil, França, Espanha e Alemanha:

[Explore aqui o gráfico interativo]

[Veja abaixo a imagem deste gráfico]

Já no que diz respeito às mortes diárias por milhão de habitantes, à exceção de três dias (19, 20 e 23 de janeiro), Portugal é, desde dia 17 de janeiro, o país com os valores mais elevados. A 24 de janeiro, Portugal teve 26,97 mortes por milhão de habitantes. Em segundo lugar, bem afastada, está a Eslováquia com 18,87.

O gráfico seguinte mostra o número de novas mortes diárias por milhão de habitantes nos 10 países onde esse valor é mais alto, mas também outros países como Brasil, França, Espanha, Alemanha e Estados Unidos:

[Explore aqui o gráfico interativo]

[Veja abaixo a imagem deste gráfico]

Portugal é o único país com mais de mil casos por milhão de habitantes, na média dos últimos sete dias

No entanto, a análise com base nos casos diários pode ter problemas uma vez que há países que só os reportam de 48 em 48 horas, como é o caso de Espanha (onde isso acontece sempre aos fins de semana). Isso podia fazer com que Portugal aparecesse, erradamente, como o pior país em termos de pandemia. O que não é o caso: quando se analisa a média dos últimos sete dias — uma análise mais justa — o cenário repete-se.

É possível perceber que, mesmo assim, Portugal é o país que tem mais casos por milhão de habitantes na média dos últimos sete dias. E esta tendência repete-se desde dia 19 de janeiro, quando ultrapassou Israel. Depois de Portugal, que registava a 24 de janeiro, 1.191,6 casos por milhão de habitantes, nesta média dos últimos sete dias, aparece Andorra com um valor muito inferior, de 861,6 casos. Segue-se Espanha, com 755,91, e Israel, com 754,5.

O gráfico abaixo mostra o número de novos casos por milhão de habitantes, na média dos últimos sete dias nos 10 países onde esse valor é mais alto, mas também outros países como Brasil, França, Espanha, Alemanha e Estados Unidos:

[Explore aqui o gráfico interativo]

[Veja abaixo a imagem deste gráfico]

No mapa do Our World in Data, com dados atualizados até às 10h02 desta segunda-feira, Portugal é o único a aparecer na categoria de países que regista entre mil e quatro mil novos casos por milhão de pessoas, na média dos últimos sete dias. E, desta forma, é o único que aparece a negro.

[Explore aqui o gráfico interativo]

[Veja abaixo a imagem deste gráfico]

Nos últimos sete dias, morreram em média 22,53 pessoas por milhão de habitantes

O cenário não é muito diferente quando se olha para as vítimas mortais da pandemia — a única diferença é que a tendência se repete há menos dias. Desde 21 de janeiro que Portugal é o país do mundo que tem vindo a registar mais novas mortes por Covid-19 num milhão de habitantes, na média dos últimos sete dias.

No último balanço, de 24 de janeiro, tinham morrido 22,53 pessoas por milhão de habitantes em Portugal neste espaço temporal de sete dias— o que o coloca em primeiro do mundo. Logo a seguir, surge o Reino Unido, com 18,31 mortes por milhão de pessoas, e a Eslováquia, com 15,54.

O gráfico abaixo mostra o número de mortes  por milhão de habitantes, na médias dos últimos sete dias nos 10 países onde esse valor é mais alto, mas também outros países como Brasil, França, Espanha, Alemanha e Estados Unidos:

[Explore aqui o gráfico interativo]

[Veja abaixo a imagem deste gráfico]

No mapa do Our World in Data, com dados atualizados até às 10h02 desta segunda-feira, Portugal não aparece a negro, mas a vermelho — o mais escuro de todos os países. Portugal faz parte dos únicos nove países a aparecer na categoria daqueles que registam entre 10 e 20 mortes por milhão de pessoas, na média dos últimos sete dias.

[Explore aqui o gráfico interativo]

[Veja abaixo a imagem deste gráfico]

Recomendamos

A página está a demorar muito tempo.