É oficial: Thomas Tuchel é mesmo o novo treinador do Chelsea. A informação de que será mesmo o alemão a substituir Frank Lampard, despedido esta segunda-feira, foi confirmada pelo próprio clube inglês, que adiantou ainda que o técnico assinou por 18 meses e que o contrato prevê a possibilidade de uma extensão.

“Gostaria de agradecer ao Chelsea pela confiança em mim e na minha equipa. Todos temos o maior respeito pelo trabalho do Frank Lampard e pelo legado que ele criou no Chelsea. Ao mesmo tempo, mal posso esperar por conhecer a minha nova equipa e competir na liga mais entusiasmante do futebol. Estou grato por fazer parte da família do Chelsea, é fantástico!”, já disse Tuchel, em declarações citadas pelo comunicado que o clube divulgou. O treinador alemão já vai orientar o treino desta terça-feira e vai liderar a equipa pela primeira vez no jogo desta quarta-feira, contra o Wolverhampton, na 20.ª jornada da Premier League.

De recordar que Thomas Tuchel foi despedido no final de 2020 depois de dois anos e meio à frente do PSG e de ter conquistado dois títulos franceses, uma Taça de França, uma Taça da Liga, duas Supertaças e de ter ainda chegado à final da Liga dos Campeões, no passado mês de agosto. Ainda com Lampard no cargo, Tuchel foi desde logo apontado como o grande pretendente ao lugar do inglês — que já atravessava uma grave crise de resultados. Confirmada a saída de Frank Lampard, que deixou o clube esta segunda-feira, foi também confirmada a contratação do alemão. O Chelsea torna-se assim o quinto clube que Thomas Tuchel orienta, depois do Augsburgo, o Mainz, o Borussia Dortmund e o PSG.

PUB • CONTINUE A LER A SEGUIR

PSG torna oficial a saída de Thomas Tuchel (que leva seis milhões e tem pretendente na Premier League) e acerta detalhes com Pochettino