Tem acesso livre a todos os artigos do Observador por ser nosso assinante.

Um total de 600 doses da vacina contra a Covid-19 destinadas a profissionais de saúde ficaram inutilizadas no Centro Hospitalar do Tâmega e Sousa, também conhecido por Hospital de Penafiel, devido a uma falha no sistema de refrigeração, confirmou esta quarta-feira o Observador junto a fonte hospitalar. A administração do hospital já veio lamentar “profundamente” o sucedido.

Em comunicado, o Conselho da Administração do Centro Hospitalar do Tâmega e Sousa revela que também ordenou “de imediato a abertura de um processo de inquérito”, de modo a que sejam apuradas responsabilidades sobre o que se passou. Além disso, a administração pondera mesmo apresentar “um eventual processo crime”.

Tal situação é de lamentar profundamente, uma vez que, quer no CHTS quer em toda a rede do SNS, são fornecidas instruções de trabalho específicas para o seu manuseamento, motivo também pelo qual o Conselho de Administração está determinado em apurar com detalhe o que aconteceu”, lê-se no mesmo comunicado.

Após este incidente, o Hospital já requereu a reposição das vacinas que acabaram por ser inutilizadas. Garante que as doses do imunizante “devem chegar já esta quinta-feira” e que os profissionais de saúde deverão ser vacinados até sábado. E o conselho de administração promete ainda, “atendendo à sensibilidade que esta questão comporta e à sua relevância social”, reforçar as medidas “sempre que existam vacinas para ser administradas”. 

PUB • CONTINUE A LER A SEGUIR