O Centro Hospitalar Universitário Cova da Beira (CHUCB), com sede na Covilhã, está com uma taxa de ocupação superior a 91%, entre doentes com Covid-19 e não-covid, informou esta sexta-feira aquela unidade de saúde.

Em comunicado enviado à agência Lusa, o CHUCB refere que, até ao dia desta quinta-feira, tem internados 114 doentes infetados com o coronavírus, sendo que 105 estão a receber tratamento em enfermaria e nove na Unidade de Cuidados Intensivos (UCI).

A informação detalha que o hospital “se encontra no nível máximo de contingência, com uma margem cada vez mais limitada de expansão, quer para enfermaria, quer para a UCI”.

O CHUCB destaca que “está a empenhar todos os esforços e todos os meios à sua disposição para dar resposta eficiente e atempada aos seus utentes”.

PUB • CONTINUE A LER A SEGUIR

Reitera o apelo para que todos mantenham o distanciamento social e cumpram as regras de higienização e etiqueta respiratória.

A responsabilidade é de todos nós”, salienta o presidente do CUCB, João Casteleiro, citado na nota de imprensa.

Atualmente, o CHUCB tem disponíveis 125 camas de enfermaria e mais 12 em UCI, que estão dedicadas a doentes com Covid-19.

O CHUCB tem sede na Covilhã e integra o Hospital Pêro da Covilhã e o Hospital do Fundão, abrangendo ainda a área do concelho de Belmonte.

A pandemia de Covid-19 provocou, pelo menos, 2.285.334 mortos resultantes de mais de 104,8 milhões de casos de infeção em todo o mundo, segundo um balanço feito pela agência francesa AFP.

Em Portugal, morreram 13.740 pessoas dos 755.774 casos de infeção confirmados, de acordo com o boletim mais recente da Direção-Geral da Saúde.

A doença é transmitida por um novo coronavírus detetado no final de dezembro de 2019, em Wuhan, uma cidade do centro da China.