Tem acesso livre a todos os artigos do Observador por ser nosso assinante.

Marcelo Rebelo de Sousa não quis comentar a decisão tomada pelo Governo de recuar Lisboa e outros nove concelhos nacionais no desconfinamento.

O Presidente da República confirmou que o primeiro-ministro, António Costa, lhe comunicou a decisão antes de a anunciar ao país, mas não quer falar sobre ela: “É uma questão muito sensível sobre a solidariedade entre os órgãos de soberania”, justificou, em declarações à RTP, à chegada a Nova Iorque, onde vai assistir à tomada de posse de António Guterres, secretário-geral das Nações Unidas.

Costa e Marcelo: novo confronto, braço de ferro antigo

No entanto, a figura máxima do Estado — que já tinha afirmado que, no que depender dele, não recua para impor novamente o estado de emergência — sugere que não se sente desautorizado: “O Presidente tem um poder sobre o estado de emergência. Esta decisões cabem ao Governo”.

PUB • CONTINUE A LER A SEGUIR