O cabeça de lista da coligação Movimento por Gaia à Câmara Municipal de Vila Nova de Gaia, Vítor Marques, promete canalizar uma fatia do orçamento municipal para pagar o gás e luz às famílias mais carenciadas no inverno.

Caso seja eleito presidente da autarquia no próximo domingo, o candidato da coligação, que junta o MPT e o PDR, garantiu que “parte do orçamento”, cerca de 250 a 300 mil euros, será para ajudar as famílias economicamente mais fragilizadas a pagar as contas do gás e da eletricidade durante os meses de inverno.

Vítor Marques frisou que, nos meses mais frios do ano, as pessoas veem a sua fatura da eletricidade “subir substancialmente” devido à utilização dos aquecedores.

E, muitas delas, acrescentou, até se inibem de ligar os aquecedores ou de os ligar durante muito tempo porque sabem que, posteriormente, não terão dinheiro para pagar a fatura.

PUB • CONTINUE A LER A SEGUIR

“Infelizmente, há muita gente a passar frio nesses períodos”, disse.

Vítor Marques considerou ainda “lastimável” que uma botija de gás sofra aumentos enquanto o país ainda atravessa uma pandemia.

Além disso, e devido ao confinamento obrigatório na sequência da pandemia de covid-19, o candidato à presidência da autarquia, atualmente liderada pelo socialista Eduardo Vítor Rodrigues, lembrou que os gastos domésticos, nomeadamente com a luz e gás, dispararam.

E também fruto da pandemia, as pessoas empobreceram, surgindo mesmo “novos pobres”, sendo urgente ajuda-las, considerou.

Daí esta medida ser uma das suas prioridades, sublinhou, acrescentando que a mesma é “perfeitamente viável”.

“Se há dinheiro do orçamento municipal para ajustes diretos, também há dinheiro para ajudar a pagar as faturas às famílias mais necessitadas”, observou.

Vítor Marques lembrou que quem elege os políticos são as pessoas, por isso, é ao lado das pessoas que os mesmos têm de estar quando elas precisam e não “ao lado dos amigos ou dos interesses”.

São cabeças de lista à Câmara Municipal de Vila Nova de Gaia Vítor Marques (coligação Movimento por Gaia — MPT/PDR), Diana Ferreira (CDU), Renato Soeiro (BE), Alcides Couto (Chega), Cancela Moura (PSD/CDS-PP/PPM), Eduardo Vítor Rodrigues (PS), Nuno Gomes de Oliveira (PAN), Orlando Monteiro da Silva (Iniciativa Liberal) e Ana Poças (Livre).

A Câmara de Vila Nova de Gaia é atualmente liderada pelo PS que conquistou, nas autárquicas de 2017, nove mandatos, sendo oposição no executivo o PSD com dois eleitos.