Obrigado por ser nosso assinante. Pode ler este e todos os artigos do Observador em qualquer dispositivo.

O consumo realizado em Portugal deu sinais de retoma face a 2020 e já recuperou os níveis de 2019, o ano do último verão antes da pandemia de Covid-19. Segundo dados fornecidos esta terça-feira pela SIBS, elaborados em parceria com o Turismo de Portugal, entre 1 de julho e 15 de setembro o valor total das operações (compras físicas mais levantamentos na Rede Multibanco) aumentou 12% no verão de 2021 em comparação com o ano passado e 3% face a 2019.

Mas essas são variações totais. Quando se excluem os estrangeiros e se limita a análise apenas aos consumidores portugueses, “o valor das operações com cartão aumentou 9% em comparação com 2020 e 6% face a 2019“, ou seja, confirma-se a maior importância dos turistas portugueses na comparação com 2019. Quanto aos turistas estrangeiros houve um aumento de 47% no valor das transações com cartões estrangeiros no verão deste ano face a 2020 mas ainda ficou 18% abaixo dos valores registados em 2019.

Entre as nacionalidades que mais viajaram para Portugal, os cartões franceses aparecem destacados representando 33% de todas as operações com cartões estrangeiros, os espanhóis aparecem em segundo lugar, com 13%, e os britânicos em terceiro, com 11%. Os portugueses também viajaram mais este verão em comparação com 2020, com o valor das operações com cartões nacionais no estrangeiro a crescer 60%, mas ainda longe dos valores de 2019, com o consumo além-fronteiras ainda a -20%”.

Analisando as compras físicas com cartão na Rede Multibanco em setores associados ao turismo (alojamento, lazer, restauração e transportes), também se notou uma aceleração do consumo – equivalente a mais 37% em 2021 face ao verão do ano passado. A SIBS comprova, assim, que os gastos em Portugal nestes setores já praticamente recuperaram os valores pré-pandemia, registando-se uma variação homóloga de apenas -1% no consumo face a 2019. Porém, note-se que os gastos feitos pelos estrangeiros nos seus países de origem para compra de pacotes de viagens para Portugal não são capturados nesta análise.

PUB • CONTINUE A LER A SEGUIR

Madeira, Açores e Algarve com maiores aumentos

Olhando para o consumo nas regiões nacionais, no que refere a compras e levantamentos, destaca-se o aumento no consumo face ao verão de 2020 na Madeira (+26%), nos Açores (+19%) e no Algarve (+18%). Segundo a SIBS, com a exceção de Lisboa e Vale do Tejo, a tendência de recuperação no valor das operações verifica-se praticamente em todas as regiões, mesmo comparando o verão de 2021 com o de 2019, “o que indicia uma retoma progressiva da economia e, ao mesmo tempo, uma adesão crescente dos consumidores a pagamentos por via digital”.

Por outro lado, ao analisar os concelhos com maior aumento homólogo no valor das operações no verão de 2021, Porto Santo destaca-se na comparação com 2019 (+26%), sendo seguido por Santa Maria da Feira (+14%), Angra do Heroísmo (+13%), Guimarães (+10%).

Fonte: SIBS