É uma das polémicas da pandemia: apesar de o vírus ainda não estar controlado, o PCP não desistiu da Festa do Avante!, marcada para 4, 5 e 6 de setembro de 2020. Nos últimos dias, começou a circular uma publicação — que já teve mais de 70 mil visualizações e 1,2 mil partidas — com uma imagem do cartaz da Festa do Avante! com um selo por cima que diz: “Anulada”. O utilizador dá ainda os “parabéns ao PCP pela atitude responsável”, sugerindo que os comunistas cancelaram a sua maior festa. É, no entanto, falso que o PCP tenha cancelado a Festa do Avante!.

Uma das publicações que teve mais de 1,2 mil partilhas e que elogia “atitude responsável” do PCP

É verdade que esta semana o PCP voltou a admitir que o evento pode não ocorrer, com o líder comunista, Jerónimo de Sousa, a recusar-se a dar cem por cento de certezas que a Festa do Avante! vai realizar-se, embora tudo continue a ser preparado para que se realize. Em entrevista ao jornal Público nesta quinta-feira, 25 de junho, quando questionado sobre o assunto, Jerónimo de Sousa não quis ser taxativo, como se vê na resposta à pergunta dos jornalistas do Público:

Sobre a Festa do Avante!: já todos percebemos que vai acontecer, não nos mesmos moldes. Mas cancelada não vai ser, correto?
Eu não era tão rotundo. Em primeiro lugar há uma festa com novas condições que resultam da situação. Vão ser usados mais 10 hectares, ou seja, 30 hectares no total, 30 campos de futebol para a realização da festa. Nós dizemos com franqueza: naturalmente queremos fazer a nossa festa do Avante! Faltam dois meses e tal… veremos.

O secretário-geral do PCP considera assim que é prematuro dar uma resposta definitiva, mas ao mesmo tempo dá detalhes sobre a preparação que está a ser feita. Desde logo, explica que, para que haja mais espaço — para garantir o distanciamento social — vão ser utilizados “10 hectares, ou seja, 30 hectares no total, 30 campos de futebol para a realização da festa”. Além disso, reitera que quer fazer a festa.

E a máquina do PCP continua a carburar para a organização da festa. No mesmo dia em que Jerónimo de Sousa dava alguns detalhes, um artigo de duas páginas publicado no jornal Avante! dava todos os detalhes sobre como vai decorrer o evento na Quinta da Atalaia. Com mapa do recinto, onde já está planeado o posicionamento dos palcos, a divisão de espaços (como o internacional, de ciência ou a cidade da juventude) entre vários outros detalhes, como a entrada.

As páginas 16 e 17 do jornal Avante! desta quinta-feira, 25 de junho

No início do artigo, é deixado bem claro que o PCP ainda não desistiu da festa e não conta, para já fazê-lo:

Sim, é possível continuar a viver (e lutar) e salvaguardar a saúde pública. Isso mesmo demonstrará a edição deste ano de 2020, com mais área e esplanadas mais amplas, espetáculos respeitando normas de segurança e serviços adaptados às circunstâncias.”

Ainda na mesma entrevista ao Público, Jerónimo de Sousa rejeitou limitar a venda de EP (Entrada Permanente, que corresponde a um passe de três dias para a festa), lembrando que a Quinta da Atalaia é um “espaço enorme, verde, cria todas as condições para que os visitantes possam usufruir com condições sanitárias, com a garantia que damos uma festa ímpar na sua dimensão política, social, cultural, de convívio, de abertura. Mas, naturalmente, sem esquecer nunca o que as circunstâncias poderão ditar.”

Também na quinta-feira foi divulgado um vídeo pela organização a dar conta das medidas medidas sanitárias para a edição de 2020.

Medidas sanitárias para a Festa do «Avante!» 2020

A festa é a mesma que ao longo de anos trouxe jovens, menos jovens, mulheres e homens de norte a sul, à alegria, à cultura, à solidariedade, à amizade. Este ano contamos com 30 hectares, num espaço magnífico entre o rio e o verde. Conhece as medidas que estamos a tomar para garantir a segurança sanitária.O PCP já demonstrou responsabilidade e capacidade de organização, para qualquer circunstância e também para a circunstância dos tempos que vivemos. A luta e a alegria não podem ficar à espera. Vem daí!#festadoavante2020 #festadoavante #festa

Posted by Festa do Avante on Thursday, June 25, 2020

Os trabalhos da comissão organizadora do Avante! continuam. A única atividade que foi suspensa foi a afixação de cartazes do evento, que o próprio PCP admitiu à SIC que foi uma decisão tomada devido à pandemia e que não significa a suspensão da festa.

O facto de o PCP não desistir da realização da Festa do Avante! tem sido alvo de várias críticas, nomeadamente por parte dos partidos da oposição. No auge da discussão sobre o assunto, o presidente do PSD, Rui Rio, sem se referir então diretamente ao PCP, cancelou a Festa do Pontal e a Festa do Chão da Lagoa, alegando “bom senso”, naquilo que foi entendido como uma indireta aos comunistas.  O CDS e o Chega foram mais longe e chegaram a apresentar iniciativas no Parlamento que visavam não permitir com uma exceção para eventos políticos na proibição de festivais que está em vigor até 30 de setembro.

Marcelo promulga proibição de festivais até 30 de setembro. Avante e eventos com lugares marcados são exceção

O Presidente da República promulgou depois o diploma que acabaria aprovado no Parlamento e que proíbe até 30 de setembro “festivais e espetáculos de natureza análoga”. Marcelo Rebelo de Sousa deixava, porém, claro que a os festivais de “iniciativa política” (como o Avante) ou os que tenham lugares marcados e lotação reduzida ficavam fora da proibição.

Conclusão

É falso que o PCP tenha cancelado a Festa do Avante!. É verdade que o secretário-geral do PCP deu uma entrevista na quinta-feira, na qual não quis dar 100% de certezas certezas que o evento se vai mesmo realizar, mas nesse mesmo dia no jornal Avante! saíram as regras sanitárias que vão ser aplicadas. A organização da festa publicou no mesmo dia um vídeo no Facebook com essas mesmas regras e até já existe mapa do recinto. A juntar a isso, Jerónimo de Sousa confirmou que está previsto que o espaço tenham mais 10 hectares e também que não suspendeu a compra de EPs (Entradas Permanentes) e que se recusa a definir uma lotação máxima para a Festa do Avante!.

Assim, de acordo com o sistema de classificação do Observador, este conteúdo é:

ERRADO

De acordo com o sistema de classificação do Facebook, este conteúdo é:

FALSO: as principais alegações do conteúdo são factualmente imprecisas. Geralmente, esta opção corresponde às classificações “falso” ou “maioritariamente falso” nos sites de verificadores de factos.

Nota 1: este conteúdo foi selecionado pelo Observador no âmbito de uma parceria de fact-checking com o Facebook.

Nota 2: O Observador faz parte da Aliança CoronaVirusFacts / DatosCoronaVirus, um grupo que junta mais de 100 fact-checkers que combatem a desinformação relacionada com a pandemia da COVID-19. Leia mais sobre esta aliança aqui.

IFCN Badge