814kWh poupados
i

A opção Dark Mode permite-lhe poupar até 30% de bateria.

Reduza a sua pegada ecológica.
Saiba mais

Jerónimo De Sousa

Eleições Europeias

CDU. Jerónimo junta-se a João Oliveira na campanha

Antigo secretário-geral do PCP mostra "ambição" e "confiança" num bom resultado para as europeias, mas deixa avisos em relação à extrema-direita: "Quem não estiver preocupado, está distraído".
Noticiário

9h. 25 de abril. Parada com mais de 1000 militares

Cerimónia militar arranca pelas 9h40 na Praça do Comércio com a presença do Presidente da República. Também neste jornal, Jerónimo de Sousa mostra-se preocupado com a situação atual dos jovens
Legislativas 2024

Na derrota, Raimundo vê outro lado: "CDU resiste"

A CDU não elegeu por Beja, o último bastião comunista. Apesar do "resultado negativo", Raimundo realça: "a CDU resiste" no Parlamento.
Legislativas 2024

Jerónimo contra "construtores de cenários" 

Jerónimo junta-se à campanha para "trocar as voltas" a quem está a distribuir "vencedores antecipados" para 10 de março. Raimundo pediu força durante todo o dia para "obrigar" o PS a aceitar soluções.
Noticiário

20h. Jerónimo ataca "construtores de cenários"

Durante um discurso em Évora, esta tarde, Jerónimo de Sousa apontou o dedo a quem está a escolher "vencedores antecipados" e pede um reforço de votação na CDU para lhes "trocar as voltas".
Legislativas 2024

"Este não é um partido de velhos"

Antes da arruada no Rossio, membros da JCP preparavam a ação. Paulo Raimundo elogiou a "criatividade", que, em forma de cartolina, atingiu Pedro Nuno Santos e Luís Montenegro.
Legislativas 2024

Raimundo e Jerónimo juntos para "uma batalhazinha"

Jerónimo de Sousa e Carlos Carvalhas foram os "pesos pesados" que a CDU trouxe à campanha. Jerónimo defende "convergência" de causas como salários e o SNS. Raimundo vê CDU com as "ganas todas".
Legislativas 2024

Raimundo diz-se "em forma" como "JJ"

Apresentou-se a "jogar em casa" no dia que regressou a Setúbal como secretário-geral. Miguel Tiago conta que há 30 anos disse a Raimundo: "Tu ainda vais ser secretário-geral".
Noticiário

1h. "IL, PSD e Chega querem mutilar Constituição"

Jerónimo de Sousa acusa PSD, Iniciativa Liberal e Chega de quererem “mutilar e subverter” a Constituição. Ainda neste jornal, PR espera que Bruxelas dê atenção à carta de Costa sobre a habitação.
Avante

Jerónimo: direita quer "subverter" Constituição

Antigo secretário-geral do PSD considera que projetos que PSD, IL e Chega "apresentaram, em que todos em conjunto, ou à vez, fixam como alvo o ataque aos valores de Abril".
Jerónimo De Sousa

Guerra colonial era conflito "sem sentido"

Ex-secretário-geral do PCP recordou ter feito o serviço militar e admite que tanto ele como outros camaradas de armas perceberam "o sentimento de que participaram numa guerra sem sentido".
Reportagem Observador

Do "esperem sentados" ao "até já" a Jerónimo

Nas primeiras palavras como novo secretário-geral do PCP, Paulo Raimundo rejeita o fim do partido e deixa promessas de crescimento. Aponta baterias ao Governo e não esquece Jerónimo de Sousa.
Noticiário

14h. Paulo Raimundo: "Até já, Jerónimo"

No encerramento da Conferência Nacional do PCP, Paulo Raimundo agradeceu ao secretário-geral cessante, Jerónimo de Sousa pelo seu contributo ao partido.
Noticiário

13h. Paulo Raimundo discursa pela primeira vez

Este discurso vai ser o destaque do último dia de trabalhos na Conferência Nacional do PCP, que decorre este fim de semana no Seixal. Aos 46 anos, é o quarto secretário geral do partido.
Noticiário

23h. Oficial: Paulo Raimundo é o novo lÍder do PCP

A eleição foi confirmada esta noite na reunião do Comité Central que decorreu à porta fechada. Ainda neste jornal, o FC Porto venceu o Boavista pro 4-1 e aproxima-se provisoriamente do Benfica.
PCP

O dia em que Jerónimo saiu discretamente 

Sem despedidas, sem boas-vindas a Raimundo. No último dia do consulado de Jerónimo, líder cessante e sucessor chegaram juntos mas não tocaram no assunto. Delegados só falaram do partido e do futuro.
PCP

"PCP é profundamente democrático" diz Paula Santos

Num PCP que nunca teve uma secretária-geral, a líder parlamentar Paula Santos descarta falta de consideração pelas mulheres no partido. Considera tempo de Jerónimo de "enorme valor no PCP e no país".
Emissão Especial

Paula Santos: "PCP é profundamente democrático"

Em entrevista, a líder parlamentar do PCP não diz se preferia João Oliveira ou João Ferreira em vez de Paulo Raimundo. Questionada sobre a democracia interna, refugia-se nos estatutos do partido.
Atualidade

O essencial do discurso de despedida de Jerónimo

Depois de 18 anos, o líder comunista fez hoje o seu último discurso. A importância do partido para o país esteve em foco, mas Jerónimo de Sousa não deixou de lado críticas ao PS e à NATO.
Noticiário

14h. PCP. Jerónimo garante que o PCP está vivo

O secretário-geral do PCP fez hoje o último discurso pelo partido. Ainda neste jornal, o PS não fecha a porta a um acordo com o PSD em matérias de revisão constitucional.
Noticiário

13h. PCP. Na despedida, Jerónimo aponta dedo a PS

No "adeus" à liderança do PCP, secretário geral comunista acusou o Partido Socialista de estar “inclinado à direita”. E, PS não fecha a porta a acordo com PSD em matérias de revisão constitucional.
PCP

O último discurso de Jerónimo nas entrelinhas

Sem referências a si próprio ou lugar a qualquer balanço, Jerónimo saiu com avisos: o PCP, "corajoso", "é o que é" e não deve desviar-se do seu projeto. Deve, sim, reforçar-se para "resistir".
Reportagem Observador

Adeus de Jerónimo. "Vento duro" e o PS "à direita"

Num discurso de 45 minutos, Jerónimo de Sousa diz adeus à liderança do PCP, com críticas à maioria absoluta do PS, referências à guerra na Ucrânia e a garantia de um PCP à imagem do que sempre foi.
Noticiário

12h. Jerónimo de Sousa já fez último discurso

Na intervenção, o líder comunista lembrou a guerra na Ucrânia, explicou os objectivos que o partido tem para os próximos anos e deixou bem definido o alvo do PCP.
Noticiário

10h. PCP. Paulo Raimundo vai assumir cargo

Jerónimo de Sousa vai despedir-se depois de 18 anos de líderança. A intervenção do ainda secretário-geral comunista está agendada para as 10:45 e tem transmissão em direto na Rádio Observador.
Noticiário

7h. Jerónimo de Sousa deixa a liderança do PCP

Jerónimo de Sousa vai deixar o cargo de secretário-geral do PCP, terminando assim o ciclo de 18 anos à frente do partido. A passagem de testemunho para Paulo Raimundo acontece hoje.
Jerónimo De Sousa

PCP: os números de 18 anos de Jerónimo de Sousa

Jerónimo de Sousa foi eleito secretário-geral do partido no Congresso de 2004, em Almada, distrito de Setúbal, sucedendo ao economista Carlos Carvalhas. Em 2022, obteve o pior resultado.
Assembleia Da República

AR. Santos Silva agradece "dedicação" de Jerónimo

Presidente da Assembleia da República e líder comunista encontraram-se esta terça-feira, no mesmo dia em que Jerónimo de Sousa formalizou a renúncia ao mandato de deputado.
Jerónimo De Sousa

Jerónimo formaliza saída do parlamento

Depois de anunciar no domingo que ia deixar de ser deputado, Jerónimo de Sousa apresentou esta terça-feira a renúncia ao mandato, sendo substituído por Duarte Alves.
Noticiário

13h. Jerónimo já deixou o cargo de deputado

Duarte Alves será mesmo o substituto de Jerónimo de Sousa no parlamento. António Costa defende que luta pelo clima é "questão moral".
Explicador

Arménio Carlos. Raimundo é surpresa para todos

Arménio Carlos, ex-membro do Comité Central do PCP, diz que anúncio "surpreendeu generalidade dos militantes". Considera que "havia outras alternativas dentro do partido" para substituir Jerónimo.
Semáforo Político

PCP. "Paulo Raimundo parece solução de recurso"

"Saída inoportuna" de Jerónimo de Sousa empurra Paulo Raimundo para cargo de secretário-geral do PCP. "Não conhecemos, temos de dar benefício da dúvida". A análise do economista Luís Aguiar-Conraria.
Contra-Corrente

O PCP igual a si mesmo na despedida de Jerónimo

Jerónimo de Sousa vai deixar a liderança do PCP e para o seu lugar vai um desconhecido, Paulo Raimundo. Ou seja, o PCP continua a ser o PCP, a achar que a ortodoxia leninista e o “colectivo” são tudo
E o vencedor é...

Miguel Alves e as explicações quase anedóticas

Explicações "surreais" de Miguel Alves e Jerónimo de Sousa: prova viva de que o PCP contraria a própria ideologia: coletivo não interessa. Ainda a "humilhação pública" do PR para com Ana Abrunhosa.
O Bom, o Mau e o Vilão

No PCP, Jerónimo quer, pode e manda

Jerónimo de Sousa (que foi um líder muito eficaz), o PCP (que mostrou mais uma vez quem manda) e Miguel Alves (que, tal como António Costa, nos toma a todos por "tolos") são o Bom, o Mau e o Vilão.
A História do Dia

O que muda no PCP?

Jerónimo de Sousa sai da liderança do PCP e é substituído por um desconhecido, Paulo Raimundo. Que caminho vai tomar o partido? Mariana Lima Cunha, jornalista do Observador, é a nossa convidada.
PCP

Os nossos comunistas são melhores do que os vossos

O caminho do declínio é uma inevitabilidade à qual os comunistas não vão conseguir fugir. A irrelevância do PCP será uma fantástica notícia para a democracia e poderá permitir desatar um nó górdio.
Noticiário

3h. Miguel Alves é "vulnerabilidade" de Costa

Alexandra Leitão acusa Miguel Alves de criar "vulnerabilidade desnecessária" a Costa. António Filipe compreende a decisão de Jerónimo. Marques Mendes alerta para "irrelevância" do PCP.
Noticiário

1h. IL escolhe sucessor de Cotrim a 21 de janeiro

21 e 22 de janeiro, as datas para a IL escolher a sucessão de Cotrim Figueiredo. João Ferreira sublinha "convergência" em torno de Paulo Raimundo. Zelensky adivinha novos ataques russos.

Ofereça este artigo a um amigo

Enquanto assinante, tem para partilhar este mês.

A enviar artigo...

Artigo oferecido com sucesso

Ainda tem para partilhar este mês.

O seu amigo vai receber, nos próximos minutos, um e-mail com uma ligação para ler este artigo gratuitamente.

Ofereça artigos por mês ao ser assinante do Observador

Partilhe os seus artigos preferidos com os seus amigos.
Quem recebe só precisa de iniciar a sessão na conta Observador e poderá ler o artigo, mesmo que não seja assinante.

Este artigo foi-lhe oferecido pelo nosso assinante . Assine o Observador hoje, e tenha acesso ilimitado a todo o nosso conteúdo. Veja aqui as suas opções.

Atingiu o limite de artigos que pode oferecer

Já ofereceu artigos este mês.
A partir de 1 de poderá oferecer mais artigos aos seus amigos.

Aconteceu um erro

Por favor tente mais tarde.

Atenção

Para ler este artigo grátis, registe-se gratuitamente no Observador com o mesmo email com o qual recebeu esta oferta.

Caso já tenha uma conta, faça login aqui.

Vivemos tempos interessantes e importantes

Se 1% dos nossos leitores assinasse o Observador, conseguiríamos aumentar ainda mais o nosso investimento no escrutínio dos poderes públicos e na capacidade de explicarmos todas as crises – as nacionais e as internacionais. Hoje como nunca é essencial apoiar o jornalismo independente para estar bem informado. Torne-se assinante a partir de 0,18€/ dia.

Ver planos